Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

ADMINISTRAÇÃO DO FUTEBOL BRASILEIRO & A "DANÇA DAS CADEIRAS"

O futebol brasileiro passa por uma série de problemas administrativos. Como se não bastassem estes problemas, outro fato que prejudica este esporte é a famosa DANÇA DAS CADEIRAS.

É normal ver clubes dispensando técnicos quando os resultados não saem, como recentemente ocorreu no futebol carioca com a saída dos técnicos Cuca e Parreira, de Flamengo e Fluminense respectivamente.

Neste esporte mais amado e praticado no Brasil, infelizmente, cultua-se que: "É mais fácil demitir um do que demitir onze".

Por mais que algumas pessoas não achem, a má administração e a dança das cadeiras estão, na grande maioria das vezes, diretamente relacionadas.

Raros são os clubes brasileiros que tem em seu comando verdadeiros administradores, como é o caso do Botafogo de Futebol e Regatas.

Desde que Maurício Assumpção assumiu a diretoria do clube, todas as categorias tem dado sequência em um trabalho visando objetivos concretos, pelo menos é o que se vê nas declarações dos profissionais que lá estão.…

O MARKETING ESPORTIVO NO BRASIL - FALTA DE VISÃO?

O esporte é uma das grandes paixões de milhares de pessoas em todo o mundo e desperta o interesse de vários segmentos do mercado.

O esporte envolve mídia e é visto pelo "consumidor" como uma ferramenta de entretenimento, saúde e lazer. Por esta visibilidade, empresas querem utilizar o esporte como veículo de comunicação entre a empresa e o consumidor de seus produtos: torcedor, telespectador, esportistas, leitores e afins.

Infelizmente no mercado brasileiro de Marketing esportivo a maioria das empresas tem "receio" de investir neste tal segmento, por medo de ter a marca associada a polêmicas, pela falta de conhecimento de seus profissionais de marketing e desinteresse em disponibilizar uma parte do seu poder publicitário ao esporte. Sendo assim essas empresas apoaim-se apenas em esportes que já estão no topo.

"Onde está então o empreendedorismo e de fato o profissional que tem a capacidade criar oportunidades e não apenas de apoiar-se nelas?"

Temos uma sé…

A CULPA NÃO É DO CAMPO OU DA BOLA - SEU ESPORTE DEPENDE DE SUA INTEGRAÇÃO COM O OBJETO DE JOGO

Estou repetindo um texto já publicado, mas este assunto muito me encomoda e com certeza, encomoda também a muitos outros brasileiros do ramo esportivou ou não. Vale a pena reler!
Sempre vemos atletas reclamarem ou melhor, justificarem uma má atuação com uma desculpa esfarrapada.
O mais incrível de tudo é que depois você escuta na "rodinha" de amigos as afirmações veementes e convictas como: "Realmente, viu que campo horrível?", "essa nova bola realmente atrapalha o jogador por ser mais leve"...
Eu me pergunto: Será que as pessoas não param pra pensar, analisar tudo aquilo de forma crítica? E olha que nem é difícil...
O atleta é um "ser" privilegiado que recebe pelo menos 15 mil por mês para treinar e jogar. Sua profissão é o lazer, e mesmo assim ele consegue fazê-lo mal?!
É ridículo ver um jogador que começou a carreira em um campo em péssimas condições e jogando com bolas que mais pareciam um ovo de páscoa por causa do formato, dizer que o …