Translate

domingo, 29 de novembro de 2009

Bala na Cesta??? Comentários às escuras...

No dia 23 de novembro, foi postado no Blog de um "comentarista esportivo" (balanacesta.blogspot.com) um texto referente ao jogo entre Botafogo-RJ x São Caetano-SP pelo Campeonato Nacional Feminino de Basquete 2009.

O texto é ideal para os professores de jornalismo e profissionais da área terem a noção do que não se deve e como não escrever em qualquer meio de comunicação.

O Jornalismo ou o simples ato de "escrever/comentar" esportes em mídias, deve levar ao leitor a real noção do que se passou de forma simples e objetiva, deixando ao máximo as opiniões do escritor/comentarista de lado.

O que se vê nos comentários do blog "Bala na Cesta" é a falta de conhecimento ou simplesmente o ponto de vista completamente pessoal sobre o assunto basquete. Na verdade, lendo as demais matérias, pode-se perceber a tristeza e frustração de alguém que viveu o basquete em algum momento e vê o basquete hoje como esporte no fundo do poço.

Não seria mais bonito comentar sobre a falta de estrutura à pratica o desporto no Brasil e dar seu ponto de vista sobre como melhorar? Aí sim seria a forma correta de expor sua opinião...

Enfim, espero que todos utilizem o texto "Às escuras", datado do dia 23 de novembro de 2009 e presente no blog Balanacesta.blogspot.com como exemplo claro do que pode causar o ato de escrever um texto sem base alguma e com um ponto de vista frustrado e completamente pessoal. E o que pode causar? Pode denegrir todo um trabalho e fazer uma pessoa ou profissional perder o que de mais importante o escritor/comentarista tem: SUA CREDIBILIDADE!

Se quiser criar um blog e expor sua opinião, seja sempre coerente e consciente!

Comentar esporte é algo que requer amor, seriedade e imparcialidade. Além do mais deve-se aceitar quaisquer manifestações em relação ao que se escreve, seja bom ou não. E isso vale para qualquer coisa na vida: nunca "delete" o que falarem de você e/ou para você. Tire coisas positivas e aprenda com isso!

Então, ao comentarista do Blog em questão, meu pesar por seu muito infeliz ato de expor de forma errada seu ponto de vista!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

BRASIL - 7 anos de oportunidades! PRAZER, SOU O MARKETING ESPORTIVO!

O Brasil, em especial o Rio de Janeiro, sofrerá nos próximos 7 anos uma revolução.

Chegou a hora dos profissionais e empresas das mais diversas áreas investirem no seu futuro.

Daqui até 2016, todos os mercados necessitarão de profissionais capacitados para suprir a demanda proveniente das oportunidades proporcionadas pelos eventos esportivos de nível internacional que acontecerão no Brasil.

Com tudo isso surge, aos clubes e profissionais das diversas modalidades esportivas, a esperança que seja revertido um quadro que hoje é um dos principais obstáculos do esporte no Brasil: A falta de patrocínio.

Já foi visto e falado anteriormente aqui neste blog e em outros meios de comunicação, na grande ferramente que é o marketing esportivo para a divulgação, fortalecimento e criação de identidade de uma marca ou produto junto aos consumidores.

Agencias de publicidade concordam que esse é o momento de serem reconhecidas nacional e internacionalmente, e para os clientes, o melhor momento para reforçar a presença e força de suas marcas.

Como destacou o caderno "MEU FUTURO" do jornal Lance! datado do dia 05 de novembro de 2009 em matéria que falava do crescimento e oportunidades nos próximos anos: "Não é preciso ser atleta para receber uma parcela da "herança" desses eventos" ... "É um cenário muito adequado para profissionais orientados para administração, planejamento, pesquisa, produção, comunicação e propaganda. Esses profissionais deverão ter uma visão ampla, criativa, empreendedora e estar ligado às novas tecnologias."

Os profissionais de marketing que tem visão de mercado e de oportunidades, pontos que são essenciais para a profissão, tem no marketing esportivo uma grande oportunidade profissional.

É a hora e o ramo mais adequado para estampar suas marcas e de seus clientes, associando os produtos e empresas envolvidas à essa energia e magia que serão a Copa do Mundo 2014, Olimpíadas e Paraolimpíadas 2016. Além dos Jogos Militares de 2011 e Copa das Confederações 2013, que correm por fora, com menor divulgação porém com a mesma importância.

Quem será o primeiro a demonstrar sabedoria e oportunismo?

Essa fatia de mercado está aberta, pois são poucos os profissionais que a apoiam e a utilizam.

É a hora de ousar, apostar e descobrir que se perdeu muito tempo investindo em outras formas de marekting válidas, mas que não tem o poder de retorno de algo chamado MARKETING ESPORTIVO!