Translate

quinta-feira, 29 de julho de 2010

MARKETING ESPORTIVO NO BRASIL - QUE TENHA VINDO PARA FICAR

Instituições, atletas, clubes e profissionais de educação física e de toda área esportiva vibram com o rumo que o tema MARKETING ESPORTIVO está tomando no Brasil agora que os maiores eventos do mundo serão realizados no território "verde e amarelo".

Essa "nova" visão sobre o assunto traz muitas expectativas sobre captação de patrocínios, inclusão social e utilização do desporto como ferramenta de educação. Além do mais, esta visibilidade que é dada ao esporte também incentiva a prática esportiva como forma de busca e manutenção da saúde física e mental.

O MKT Esportivo é uma das grandes ferramentas de publicidade utilizada para comunicação entre clientes, colaboradores e consumidores. Tem o esporte como forma de contato, portanto, está ligado diretamente à emoção, à paixão. 

Utilizado de forma precisa o MKT Esportivo agrega força à marca ou à empresa devido ao simbolismo dos valores do esporte que são inerentes também ao sucesso na vida coorporativa e às características de cada empresa. 

Uma das grades vantagens deste tipo de Marketing é que ele atinge as pessoas no momento em que elas estão mais receptivas ou relaxadas, tendo a comunicação percebida como parceria e não como anúncio,  criando assim uma maior lealdade à marca ou empresa que detem esta imagem. 

Pesquisas comprovaram que as empresas que tem ligação com o esporte são lembradas com maior facilidade pelas pessoas. 

O esporte produz entretenimento, interação, paixão e uma gama de outros sentimentos e sensações. É uma indústria que deve ser vista como um negócio atraente e importante a qualquer empresa/marca. 

Além de forma de comunicação saudável envolve sentimentos de grandeza insuperável como: adrenalina, vibração, emoção. Elementos que fazem da atividade um misto de aventura e poder. 

Devido a esses e outros fatores o esporte é uma forma diferenciada e excencial para a obtenção dos objetivos de marketing propostos pelas empresas. 

Com todos os pontos que conhecemos sobre o assunto o que se espera é que o marketing esportivo no Brasil ganhe cada vez mais força e seja utilizado por empresas e produtos no incentivo à pratica do desporto, no patrocínio de atletas e projetos e que acima de tudo não seja algo passageiro!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

BRASIL 2014 E 2016 - QUAIS EXPECTATIVAS PARA A ÁREA ESPORTIVA?

"O QUE SE ESPERA DOS EVENTOS ESPORTIVOS QUE OCORRERÃO NO BRASIL? SERÃO ESSES OS DIVISORES DE ÁGUAS PARA UM FUTURO DE SUCESSO ECONÔMICO, ESPORTIVO E SOCIAL?"

Quando se pensa nos eventos esportivos que acontecerão no Brasil nos próximos anos, muitas pessoas que já atuam na área esportiva ou que pretendem adentrar este ramo, pensam em cursos e especialização.

Quando se pesquisa sobre cursos e instituições que oferecem especializações na área esportiva e demais áreas ligadas ao esporte, vemos que este mercado é apresenta carência. São Paulo e Rio de Janeiro são alguns dos poucos estados que têm cursos de formação de qualidade para a área, onde São Paulo leva maior vantagem no número de cursos e oportunidades.

O Brasil não possui mão de obra especializada para suprir a demanda necessária para 2013, 2014, 2015 e 2016. (Nestes anos serão realizados os respectivos eventos: Copa das Confederações, Copa do Mundo, Copa América e Olimpíadas.)

Essa carência de mão de obra é reflexo da pouca importância ou falta de visão que até então era dada ou se tinha sobre o desporto, principalmente nas áreas de Gestão e Marketing Esportivo.

Este é o momento que os profissionais do ramo e os amantes do desporto esperam ser "o divisor de águas" para o esporte brasileiro. Patrocínio, cursos de qualificação, eventos, projetos sociais e oportunidades de emprego neste segmento são alguns dos desejos para essa nova fase "que se inicia".

Se espera, não só de hoje até 2016, mas também após estes eventos, que o setor esportivo seja visto como setor capaz de trazer grandes benefícios econômicos e sociais através dos investimentos e de todo o legado que será deixado em estrutura e qualificação pessoal.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

MARKETING ESPORTIVO NO BRASIL - É HORA DE ARRISCAR E ACERTAR

Ao contrário do que se vê em alguns países como os Estados Unidos, o desporto de alto rendimento, desporto escolar e o desporto universitário são pouco valorizados no Brasil. 

Na verdade, os profissionais do ramo de marketing ainda engatinham no quesito desporto e marketing esportivo e isso prejudica o esporte de uma forma geral.

Infelizmente a grande maioria das instituições, seja de ensino, empresas, marcas, etc,  não sabem que valores o desporto pode agregar à sua imagem.

Recentemente foi veiculada uma matéria na TV aberta do Rio de Janeiro, mostrando o investimento que o colégio Santa Mônica realizou para ter uma equipe forte e competitiva. O investimento consistiu em dar bolsa de estudos no valor de cem por cento a um(uns) atleta(s).

Para muitos isto parece um gasto desnecessário, porém a instituição em questão se tornou nos últimos anos uma referência no desporto estudantil por ter bons atletas e, principalmente, por dar a eles estrutura para que se trabalhe e obtenha-se resultados.

Pesquisas comprovam que as empresas que tem sua imagem associada ao desporto são mais facilmente lembradas em pesquisas de opinião.

Ao ler sobre investimento em desporto, muitos se perguntam: E daí? No que isso é importante para as instituições de ensino? No que isso é importante para uma marca ou empresa?

A resposta é simples: As instituições que investem em desporto e estrutura para a prática esportiva de alto rendimento tem como retorno a tão desejada VISIBILIDADE.

Investir no desporto é uma forma de rejuvenescer a marcar/logo da instituição, agregar valores e sentimentos relacionados ao esporte, atrair investidores. No caso das instituições de ensino, também atrair novos alunos e promover socialização e interação dos alunos da instituição e também de terceiros.

O desporto é e será uma ferramenta cada vez mais importante como plataforma de Marketing no país nos próximos anos, mas para gerar frutos é necessário que os interessados abram os olhos, se interessem em conhecer esta área que é pouco explorada.

Mais do que nunca, este é o momento não só de instituições de ensino, empresas e patrocinadores investirem no desporto, mas também é momento dos profissionais de marketing aprenderem mais sobre o marketing esportivo porque em um país com tantos talentos esportivos é um desperdício e até "ignorância" continuar olhando e vivendo de conceitos ultrapassados por medo de arriscar.

"O único homem que está isento de erros, é aquele que não arrisca acertar." - Albert Einstein 

"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota." - Theodore Roosevelt

quinta-feira, 15 de julho de 2010

O LOGO DA COPA DE 2014 NO BRASIL COMEÇA A FAZER SENTIDO

"DESORGANIZAÇÃO, COPA, OLIMPÍADAS, VILAS OLÍMPICAS E 
CENTROS ESPORTIVOS - O LOGO DA COPA NO BRASIL COMEÇA A FAZER SENTIDO"

Após o fim da Copa da África as pessoas passam a olhar para o futuro e tentar projetar o que será a Copa de 2014, no Brasil.

Infelizmente as expectativas não são as melhores. Este tema já foi abordado algumas vezes aqui neste blog e continuará sendo por um bom tempo.

O que já se vê e se comenta em toda a esfera esportiva é que o Brasil é um país completamente desorganizado. Obras atrasadas, estádios vetados e supostos desvios de verba antes mesmo das obras começarem estremecem a imagem do "País do Futebol" no cenário internacional.

Essa falta de organização não preocupa somente para a Copa de 2014, mas também para as Olimpíadas de 2016.

Onde estão as vilas olímpicas e os centros esportivos? Onde estão os projetos esportivo-sociais?

A verdade é que as vilas e centros esportivos não são utilizados como deveriam e nem dentro do propósito pelos quais foram criados. A grande maioria dos centros esportivos do Rio de Janeiro afastam a cada dia mais seus jovens e crianças, muitos destes futuros atletas potenciais, devido à falta de investimento e péssimas condições estruturais que se apresentam. Quantos às obras não é preciso nem comentar.

A verdade é que no Brasil, infelizmente,  muitas pessoas não levam o desporto à sério.A politicagem fala mais alto e a impressão que temos, pra não falar em certeza, é que nossos administradores só pensam nos eventos esportivos como fonte de renda e projeção pessoal.

O tema Olimpíadas já virou até plataforma política/de promoção pessoal. Você lembra quantas vezes viu e ouviu na TV : "Nós trouxemos a Olimpíada para o RJ. Uma vitória do Brasil"?

Só poderemos chegar a conclusão que os eventos são/foram uma vitória para o país e para o povo brasileiro caso estes eventos, projetos e instalações forem realizados dentro do prazo, com qualidade e deixarem um legado após Copa e Olimpíadas transformando-se em bem sucedidos pólos sociais, esportivos e educativos. 

Até o momento só temos a dúvida: onde está o planejamento, gestão, organização e responsabilidade? O Brasil a cada dia que passa vê sua imagem sendo manchada no cenário mundial. 

No fim das contas temos muitas pessoas envolvidas. Muitas "mãos" querendo aparecer, muitas "mãos" querendo se dar bem da maneira errada e esquecendo o que realmente deve ser feito.

E "o país acaba passando a vida" com a mão estendida, esperando que as coisas melhorem, que se tenha incentivo ao esporte, melhoria na saúde, educação e na qualidade de vida... E o país vai seguindo com a mão estendida.  E repentinamente, pelo menos pra mim, o logo da Copa de 2014 começa a fazer sentido.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

ESPANHA CAMPEÃ E OS DESTAQUES DA COPA 2010

Hoje a Espanha se sagrou campeã do mundo ao vencer a Holanda em um jogo marcado pelas faltas duras.

Desde o começo da partida a Espanha se mostrava mais "solta" em campo e procurava chegar à meta holandesa. Já a Holanda se defendia e raramente ia ao ataque.

O jogo foi marcado por um futebol ruim, muitas faltas violentas e também gols perdidos.


A partida somente foi definida no segundo tempo da prorrogação com um gol de Iniesta.


Espanha - Campeã
Holanda - Vice
Alemanha - Terceiro lugar
Uruguai - Quarto lugar

E os destaques da Copa:


Pela FIFA:
*Revelação da Copa: Thomas Müller (Alemanha)

*Melhor Goleiro: Iker Casillas (Espanha)
*Artilheiros: Thomas Müller (Alemanha), David Villa (Espanha), Diego Forlán (Uruguai) e Wesley Sneijder (Holanda)
*Melhor Jogador: Diego Forlán (Uruguai)



Destaques COMENTANDONOESPORTE:

A Mais temida da Copa: Alguma Seleção? que nada... foi a Jabulani;
Destaque Mundial dos bolões: Octopus Paul - O POLVO;
Torcedor "amuleto do azar": Mick Jagger - Se torcer pra você em jogo de botão, "pelada", playstation e afins você perde;

Chorão da Copa: Jong Tae-Se - o "Rooney Asiático" que chorou horrores durante a execução do hino de seu país no jogo contra o Brasil;
Pior Seleção/Grupo: França, pela desunião e problemas internos durante a Copa;

Seleções destaques: Paraguai, Urugaui, Japão e Estados Unidos. Seleções que evoluíram e podem surpreender. Alemanha surpreende pela "renovação" de atletas;
Fiascos: Brasil e Argentina - Esperadas entre as finalistas, mas acabaram morrendo na praia.
Jogadores Decepção: Kaká, Cristiano Ronaldo, Rooney e Messi - Se fosse no comercial da topper eu diria: JOGA NADA!;
A mão salvadora: Luís Suáres do Uruguai - Atacante uruguaio efetuou "bela" defesa aos 15 minutos do 2º tempo da prorrogação contra Gana. Pênalti foi perdido e o Uruguai ganhou na disputa de penaltis. JÁ PODE VIRAR GOLEIRO;
Jogador "Tirei minha seleção da próxima fase":  Gyan - jogador ganês que perdeu o pênalti aos 15 do 2º tempo da prorrogação. Jogo foi para a disputa de pênaltis e deu URUGUAI;
"Esquentadinho" e "Batedor" da Copa: Felipe Melo. Único personagem dos jogos de futebol que será convidado para ser um dos jogadores da nova versão de MORTAL KOMBAT e também requisitado para UFC KOMBAT 2010;
Jogador "O que eu fui fazer na áfrica?" - Luís Fabiano - Fez 3 gols (sendo um utilizando os dois braços para dominar a bola) e "425,5" faltas de ataque - Podia ter ficado em casa;
Destaque "crianças, não façam isso: O técnico Joachim Low, da Alemanha  - O comedor de melecas! Péssimo exemplo...


COM O FIM DA COPA DE 2010, O QUE ESPERAR DA COPA DO MUNDO NO BRASIL EM 2014?

A Copa de 2010 acaba e já começamos a pensar na Copa de 2014.

Como todos sabemos, as obras estão atrasadas. Muitas nem saíram do papel. O trânsito é caótico, o transporte público está entre ruim e péssimo e a educação e segurança precisam ser vistas com carinho.

O que se espera é que, tanto a Copa de 2014 quanto a Olimpíada de 2016, empregos sejam criados e tenhamos melhorias estruturais significativas em todo o país, principalmente no Rio de Janeiro.

Não basta criar algo para ser usado durante os eventos e sim estruturas que sejam utilizadas também após os mesmos, gerando empregos e qualidade de vida.

É uma excelente oportunidade para exercitar o lado social do esporte. Criar projetos, incentivar a prática esportiva para todas as idades, revelar atletas e gerar empregos tornando o Brasil não só uma referência esportiva, mas também referência na educação e socialização através do desporto.


Mais informações sobre este tema nas próximas postagens.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

DEFINIDA A FINAL DA COPA: HOLANDA X ESPANHA

Hoje a seleção espanhola se garantiu na final da Copa da África após "bater" a abatida Alemanha.

A seleção Alemã abriu mão do jogo desde o começo. O ritmo era de um jogo de volta em que a Alemanha havia vencido a primeira partida e o empate ou derrota lhes garantia na final, mas não era nada disso.


A Espanha mostrou controle da partida, teve maior posse de bola e finalizou muito mais. Não deu chances ao time de Cacau e companhia.



Destaque da Alemanha: O goleiro Neuer


Destaque da Espanha: Xabi Alonso, Puyol, Piqué, Xavi e Villa.

Este resultado "beneficia" a equipe do Uruguai, que enfrentará a Alemanha, na disputa de terceiro lugar pois a Alemanha não é tão ofensiva e não sabe lidar bem com a marcação.


Agora é esperar. Quem será o Campeão, o Vice e o Terceiro colocado?



terça-feira, 6 de julho de 2010

E A HOLANDA JÁ ESTÁ NA FINAL...

Nesta terça-feira, Uruguai e Holanda protagonizaram uma ótima partida pelas semi-finais da Copa da África 2010.

Um jogo onde a marcação prevaleceu em boa parte da partida e a emoção tomou conta dos minutos finais.

A Holanda ganhou o jogo por 3 x 2 e com um gol onde deveria ter sido marcado  impedimento, porém em posição muito difícil para o juiz e o bandeirinha.

A Holanda fez uma boa partida e o que surpreendeu foi a boa movimentação de Robben, principalmente no primeiro tempo. O atacante holandês caiu pela laterais do campo aparecendo tanto na direita quanto pela esquerda e mostrou que "não vive" apenas de perna esquerda, criando jogadas e oportunidades para a Laranja Mecânica.

Destaque do Uruguai foi a força de vontade. O time correu até o último minuto e pode ficar feliz por disputar o 3° lugar contra o perdedor do confronto de Alemanha e Espanha.

Uma coisa é certa: Seja qual for o adversário da Holanda na final e do Uruguai na disputa de terceiro lugar, veremos grandes partidas nesta reta final da Copa do Mundo.

sábado, 3 de julho de 2010

ARGENTINA VOLTA PRA CASA - ALEMANHA 4 x 0 ARGENTINA

fonte da imagem: Globo.com

Ontem, em roda de amigos, fui quase agredido ao dizer que a Alemanha taticamente era superior que a Argentina e que nossos "hermanos" tinha uma zaga muito fraca.

A Alemanha é uma equipe que joga com disciplina, tem bom toque de bola e é objetiva tanto na marcação quanto no ataque. A Argentina, desde o início da copa, se mostrou uma equipe normal e não havia sido verdadeiramente testada e teve a zaga facilmente "desmontada" durante vários momentos dos jogos da copa.

O jogo de hoje mostrou exatamente isso. Uma Alemanha centrada e disciplinada dentro que se propôs a fazer desde o início da Copa, e a Argentina atacando, mas sem a tranquilidade de parar, analisar e criar.

O ataque argentino ia à frente e logo ficava sem a bola. O ataque alemão procurava trabalhar mais a bola e ter tranquilidade com ela nos pés, além disso marcava muito bem e ocupava os espaços quando estava sem a bola.

Agora eu vou repetir algo que falei aos meus exaltados amigos: O URUGUAI TEM GRANDES CHANCES DE PASSAR PELA HOLANDA.

E fui indagado: "Você quer dizer que, a Holanda, que foi melhor que o Brasil, pode perder para a "Celeste Olímpica? (Uruguai)"

Pra começar, o Brasil perdeu para si. "Deu" a vitória à Holanda (sem desmerece-los).

Esta mesma Holanda, até agora, não mostrou nada demais e é sim uma seleção normal.

A grande dúvida é quem será o vencedor de Paraguai x Espanha - Espanha essa que não sabe jogar contra times na defensiva e um Paraguai que tem uma boa defesa e um contra-ataque rápido.

Deste duelo sairá o adversário da Alemanha, e seja qual for, fará uma semi-final imprevisível.

COPA DE 2010 - A Copa marcada pela queda das seleções mais esperadas e das fracas atuações dos "melhores jogadores do mundo".

A ELIMINAÇÃO DO BRASIL NA COPA DEMONSTRA A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO PSICOLÓGICO

Nesta sexta-feira, 2 de julho, o povo brasileiro se sentou para torcer para o Brasil: Quartas de Final - Brasil x Holanda.

Devido ao retrospecto das copas, todos esperavam uma bela atuação da "Seleção Canarinho", e foi isso que aconteceu.

A Seleção Brasileira fez de seu primeiro tempo na partida, o melhor jogo da copa. A Holanda marcava e procurava segurar o time brasileiro à base de faltas. Já o Brasil procurava espaços, demonstrava bom toque de bola e não deu chances à Holanda e assim terminou o primeiro tempo vencendo por 1 x 0.

A volta para o segundo tempo gerava ótimas expectativas, porém o que se viu foi uma Seleção "assustada", ainda mais quando em Cruzamento da Holanda, Julio César perdeu o tempo de bola e errou o soco, trombou com Felipe Melo que resvalou de cabeça e fez gol contra. Seis minutos depois a Holanda virou o jogo em cobrança de escanteio em que Felipe Melo errou novamente, dessa vez na marcação. 

Para piorar, o mesmo Felipe Melo, recebeu o cartão vermelho após derrubar Robben com dois chutes na perna direita e com o jogador caído no chão, lhe deu um pisão.

Em resumo, o jogo demonstrou que a equipe brasileira não estava psicologicamente preparada. Além disso, o Dunga demorou a fazer alterações. 

Era mais do que previsível a expulsão de Felipe Melo devido suas atitudes no primeiro tempo e Luis Fabiano não fez nada no primeiro tempo além de faltas.

Culpa do grupo? Eu penso que não... Se devemos culpar alguém, esta é a CBF! 
Por quê?
Porque sabia da pressão sobre Dunga e seus comandados. A imprensa crucificava desde as eliminatórias e fez um país duvidar da sua Seleção e até torcer contra. O TRABALHO PSICOLÓGICO ERA NECESSÁRIO... NA VERDADE IMPRESCINDÍVEL! 

Agora, cabe à CBF fazer um cronograma para que a Copa de 2014, literalmente, seja a Copa Do Brasil. 

Falta muita coisa referente à estrutura para o evento. Obras atrasadas, projetos ainda sendo colocados no papel, segurança e trânsito necessitando de soluções.

Para a nossa seleção: preparação, planejamento, humildade e muito apoio psicológico, porque a pressão de uma Copa em território brasileiro vai ser maior do que todas as copas já disputadas uma vez que se reacende o fantasma da copa de 1950 em que o Brasil perdeu a final realizada no Rio de Janeiro (Maracanã) por 2 x 1 para o Uruguai.

Não podemos esquecer de agradecer ao grupo brasileiro, que não trouxe "o caneco", mas que realizou 60 jogos (45 vitórias, 12 empates e 3 derrotas) - 3 titulos disputados e 2 conquistados (Copa América e Copa das Confederações).

Que o país passe a pensar em 2014 para que possamos dar um show não só dentro, mas também fora de campo.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Rio de Janeiro e suas "veias e artérias entupidas" - Como o transporte do Rio de Janeiro irá suportar a Copa de 2014 e as Olimpíadas 2016?

O Rio de Janeiro está prestes a sediar eventos de enorme importância do mundo esportivo.

Já foi comentado sobre isso anteriormente, mas vale a pena levantar mais uma vez esta questão.


Como o transporte do Rio de Janeiro irá suportar a Copa de 2014 e as Olimpíadas 2016?


O transporte público do estado está mergulhado no caos. Caos este que os cariocas enfrentam todos os dias seja no ônibus, no trem, no metrô ou até mesmo no "conforto" de seus carros (que se tornam completamente desconfortáveis após uma hora de engarrafamento).

Quem depende do transporte público enfrenta uma "olimpíada" diária para se deslocar de casa para o trabalho e do trabalho para casa.


Trens e metrô lotados a ponto de não conseguir adentrar a composição. Ônibus que além de lotados e em mau estado de conservação, percorrem as péssimas ruas e estradas que parecem artérias congestionadas.


Como todos sabemos, no corpo humano, o congestionamento de veias e artérias pode atingir órgãos nobres como o coração e cérebro, e é assim que vemos a situação do transporte no estado do Rio de Janeiro, não só pelos eventos esportivos que virão, mas porque a melhoria do transporte acarreta em qualidade de vida, uma vez que se perde menos tempo no deslocamento diário. Deslocamento esse que acaba se tornando mais estressante do que o próprio dia  de trabalho do cidadão carioca.

Ou o Rio de Janeiro começa a colocar em prática um projeto de melhoria para evitar que "suas artérias e veias" fiquem cada vez mais congestionadas, ou então não só os eventos esportivos, mas também o estado, sofrerá severas limitações e a cada dia mais, uma difícil recuperação.