Pular para o conteúdo principal

A ELIMINAÇÃO DO BRASIL NA COPA DEMONSTRA A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO PSICOLÓGICO

Nesta sexta-feira, 2 de julho, o povo brasileiro se sentou para torcer para o Brasil: Quartas de Final - Brasil x Holanda.

Devido ao retrospecto das copas, todos esperavam uma bela atuação da "Seleção Canarinho", e foi isso que aconteceu.

A Seleção Brasileira fez de seu primeiro tempo na partida, o melhor jogo da copa. A Holanda marcava e procurava segurar o time brasileiro à base de faltas. Já o Brasil procurava espaços, demonstrava bom toque de bola e não deu chances à Holanda e assim terminou o primeiro tempo vencendo por 1 x 0.

A volta para o segundo tempo gerava ótimas expectativas, porém o que se viu foi uma Seleção "assustada", ainda mais quando em Cruzamento da Holanda, Julio César perdeu o tempo de bola e errou o soco, trombou com Felipe Melo que resvalou de cabeça e fez gol contra. Seis minutos depois a Holanda virou o jogo em cobrança de escanteio em que Felipe Melo errou novamente, dessa vez na marcação. 

Para piorar, o mesmo Felipe Melo, recebeu o cartão vermelho após derrubar Robben com dois chutes na perna direita e com o jogador caído no chão, lhe deu um pisão.

Em resumo, o jogo demonstrou que a equipe brasileira não estava psicologicamente preparada. Além disso, o Dunga demorou a fazer alterações. 

Era mais do que previsível a expulsão de Felipe Melo devido suas atitudes no primeiro tempo e Luis Fabiano não fez nada no primeiro tempo além de faltas.

Culpa do grupo? Eu penso que não... Se devemos culpar alguém, esta é a CBF! 
Por quê?
Porque sabia da pressão sobre Dunga e seus comandados. A imprensa crucificava desde as eliminatórias e fez um país duvidar da sua Seleção e até torcer contra. O TRABALHO PSICOLÓGICO ERA NECESSÁRIO... NA VERDADE IMPRESCINDÍVEL! 

Agora, cabe à CBF fazer um cronograma para que a Copa de 2014, literalmente, seja a Copa Do Brasil. 

Falta muita coisa referente à estrutura para o evento. Obras atrasadas, projetos ainda sendo colocados no papel, segurança e trânsito necessitando de soluções.

Para a nossa seleção: preparação, planejamento, humildade e muito apoio psicológico, porque a pressão de uma Copa em território brasileiro vai ser maior do que todas as copas já disputadas uma vez que se reacende o fantasma da copa de 1950 em que o Brasil perdeu a final realizada no Rio de Janeiro (Maracanã) por 2 x 1 para o Uruguai.

Não podemos esquecer de agradecer ao grupo brasileiro, que não trouxe "o caneco", mas que realizou 60 jogos (45 vitórias, 12 empates e 3 derrotas) - 3 titulos disputados e 2 conquistados (Copa América e Copa das Confederações).

Que o país passe a pensar em 2014 para que possamos dar um show não só dentro, mas também fora de campo.

Comentários