Pular para o conteúdo principal

Por Que as Empresas de Produtos para Mulher Não Investem no Futebol Feminino?

A busca por patrocínio e apoio ao futebol feminino é algo que tira o sono de muitos times e seus diretores de marketing (MKT), e até mesmo de pequenos projetos sociais.

O Brasil possui diversas empresas voltadas para fabricação de produtos para a mulher. São produtos para saúde, bem estar, estética, vestuários, maquiagem e muitos outros.

A pergunta curiosa e que não quer calar é: Por que estas empresas não investem no Futebol Feminino e criam assim uma imagem mais forte e mais comprometida com as mulheres?

A maioria das empresas dizem que estão voltadas apenas para projetos culturais, educacionais e sociais, mas investir no futebol feminino não é investir na educação, socialização e busca de qualidade de vida através do esporte?

Assim como o futebol masculino retira crianças das ruas, do tráfico e lhes dá uma nova perspectiva de vida, isso ocorre também no futebol feminino. Muitas meninas vivem em situações precárias e vêem no esporte uma "válvula de escape" para seus problemas. 

Em geral os clubes ou projetos do qual estas meninas participam lhes fornecem o apoio psicológico e moral que elas não obtém dentro de suas casas e no seio de suas famílias. O esporte ainda lhes proporciona a educação através de suas regras, tornando essas meninas/mulheres pessoas melhores, com autoestima elevada, mais confiantes, felizes e certas da capacidade de obter uma vida melhor através do esporte ou não.

São cerca de um milhão e quinhentas mil praticantes  e consumidoras de produtos deste mercado crescente que envolve a mulher e suas necessidades e o não investir em associar a imagem das empresas deste setor ao futebol feminino é estar sempre um passo atrás e abaixo das expectativa destas milhares.

As empresas que tomarem a frente neste mercado, com certeza colherá muitos e bons frutos.

O MKT Esportivo é uma das grandes ferramentas de publicidade utilizada para comunicação entre clientes, colaboradores e consumidores. Tem o esporte como forma de contato, portanto, está ligado diretamente à emoção, à paixão.

Utilizado de forma precisa o MKT Esportivo agrega força à marca ou à empresa devido ao simbolismo dos valores do esporte que são inerentes também ao sucesso na vida coorporativa e às características de cada empresa e tem como vantagem o fato de atingir as pessoas no momento em que elas estão mais receptivas ou relaxadas, tendo a comunicação percebida como parceria e não anunciante criando assim uma maior lealdade à marca ou empresa que detêm esta imagem.

Está na hora destas empresas acordarem para essa grande oportunidade que favorece não só a elas como também a milhares de mulheres que têm no esporte a certeza de dias melhores em suas vidas.

Comentários

  1. O dia em que as empresas se derem conta da oportunidade que se apresenta, visto que o Futebol Feminino só cresce e já atrais milhões de pessoas no Brasil, começaremos a ver algo mudar. Porque, infelizmente, se depender da CBF, vamos continuar engatinhando...
    Há muita procura mas não há demanda.

    ResponderExcluir
  2. O que deixa mais triste é saber que temos a melhor jogadora do mundo por 3 ou 4 anos consecutivo e os dirigentes não apoiam a causa !!!!
    Temos um público femenino nos estádios de futebol que impressionam e as empresas não enxergam que podem lucrar com isso???

    A Unilever hoje está firme no mercado e seu público é 80% feminino, pq não investir no futebol feminino ???

    Para acontecer isso, temos que ter profissionais qualificados e dirigentes empenhados em fazer um campeonato digno e profissional nada de amadorismo !!!!

    Exempo é o MMA nos EUA, está atraindo um grande público nas lutas e na compra do ppv pq o BRASIL não pode fazer com que o futebol consiga isso ????

    Estamos em 2011 pq não temos um campeonato estadual forte aqui no RJ!!!!!

    DIZEM QUE O FLAMENGO TEM A MAIOR TORCIDA E TEM TB UMA MULHER NO PODER, PQ ELA NÃO INVESTI NO ESPORTE, SABENDO QUE NÃO PRECISA FAZER ESFORÇO PARA TER RETORNO.
    Exemplo: Flamengo x Vasco = Preliminar um jogo feminino para começar a expor o esporte feminino e atrir público !!!!!
    Sendo que só isso não resolver... Precisa de uma federação organizada para ter um campeonato que possa atrair parceiros de investimentos !!!
    Prof Tadeu Soares

    ResponderExcluir
  3. É meu amigo mais uma vez estou reforçando toda a minha indignação e tristeza. Imagine só se todas as jogadoras profissionais, de finais de semana, escolinhas e até simpatizantes do futebol feminino, se unisse comprando somente uma marca de certos produtos concorrentes dessas grandes empresas. Só como forma de protesto, imagine só...
    Você não acha que a porcentagem de lucros deles não cairiam...

    Sei que é só para imaginar, mais se eu posso imaginar, será que eles também não mpodem ???

    Se a empresa fosse minha, eu imaginaria.

    Abração, e até o treino de sábado.

    Alexandre Amaral.
    Técnico do Cabuçu F.C.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!