Pular para o conteúdo principal

E o juiz apita o fim do jogo: Este blog chegou ao fim.

Uma Grande Oportunidade para o Futebol Feminino no Brasil

Em janeiro de 2011 foi promulgada pela ALERJ uma lei que obriga a realização de partidas de futebol feminino antes de jogos decisivos (semi-finais e finais) no Maracanã.

A lei só entra em vigor a partir de janeiro de 2013 quando o Maracanã será reaberto.

Os clubes que descumprirem serão multados em 5% da renda obtida na partida.

'Autor da lei em conjunto com o deputado Paulo Melo (PMDB), o presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), acredita que esta é uma oportunidade de dar visibilidade nacional ao consagrado futebol feminino do Brasil.

"O nosso futebol feminino já tem destaque internacional, em grande parte por conta do enorme talento de jogadoras como a Marta, eleita a melhor do mundo por mais de uma vez. Medidas como a aprovada propiciam o fortalecimento dos times femininos e, consequentemente, o surgimento de novos talentos", destacou Picciani' em matéria publicada no site do jornalista Sidney Rezende.

Realmente este é uma lei que tem tudo para dar certo e alcançar seu objetivo: dar visibilidade ao Futebol Feminino no Brasil.

No Brasil hoje são cerca de um milhão e quinhentas mil praticantes da modalidade que, dada a proporção, é um mercado a ser explorado. Com este projeto espera-se que empresas fabricantes de produtos voltados para as mulheres e outras grandes empresas de outros segmentos invistam em marketing esportivo, pois a visibilidade deste esporte é muito grande e pouco utilizada.

As empresas necessitam aprender que além do lado comercial, investir no futebol feminino é investir na inclusão social e no auxílio a tantas meninas e mulheres que amam este esporte e vêem nele a oportunidade de um futuro melhor.


"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota." - Theodore Roosevelt

Comentários

  1. Atuo no São José Futebol Feminino como coordenador e também assessor em marketing esportivo. A luta é árdua para conseguirmos mais espaço. Mas uma lei como esta nos ajuda a subir mais um degrau e tomara sensibilizar ainda as empresas sobre a grande oportunidade que está a frente.
    Atualmente temos a importante e valiosa ajuda do poder público e como patrocinador oficial, a instituição educacional Etep Faculdades, que acredita na modalidade e está muito satisfeita com a parceria. Todavia, seria de grande valia que gestões como esta fossem copiadas pelo Brasil afora.


    Gustavo Assad.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…