Pular para o conteúdo principal

Marta se torna maior atleta da história do futebol, mas título não significa nada no Brasil

Jogos Mundiais Militares - No Futebol Feminino França vence Canadá com platéia de luxo

França e Canadá se enfrentaram no CIAGA, na Penha-RJ

Hoje, às 10hs da manhã, no CIAGA (Centro de Instrução Almirante Graça Aranha) no bairro da Penha - RJ, aconteceu o confronto entre França e Canadá.

A França vinha de uma derrota para o Brasil no sábado, quando perdeu por 4 x 1, e o Canadá entrava em campo pela primeira vez na competição.

A França tinha uma torcida muito animada à seu favor, os compatriotas da seleção masculina, que cantarolavam e incentivavam, dominando a arquibancada!

Os Franceses deram show de animação na arquibancada
Em resposta ao apoio, a seleção feminina da França dominou a partida dentro de campo durante todo o jogo e com 1 minuto de bola rolando, a lateral Cynthia cruzou na cabeça de Dolores que cabeceou sem chance para a goleira canadense.

Aos 7 minutos, dolores marcou novamente em jogada individual conduziu a bola pela intermediária e de fora da área finalizou no canto direito do gol canadense, marcando assim o segundo gol do jogo.

Aos 44 minutos, novamente ela, Dolores para fechar o primeiro tempo com a França à frente do placar: 3 x 0.

O Segundo tempo não foi diferente. Carole marcou para a França aos 63 minutos, Sharon descontou para o Canadá aos 58' e Katia, de penalti aos 88', fechou a conta para a equipe Francesa. 

Fim de partida e França 5 x 1 Canadá.

Seleção Brasileira Feminina Vasco Marinha do Brasil esteve presente nas arquibancadas acompanhando os lances e estudando as adversárias. O esquema de jogo foi bem observado e analisado pelo técnico Ten. Daniel e toda comissão técnica.

Platéia de luxo: Seleção Brasileira Feminina acompanha partida na arquibancada

Meninas da Seleção Brasileira e comissão técnica acompanharam a partida na arquibancada
A equipe Brasileira foi tietada pelos torcedores que ali se encontravam e recebeu muitas palavras de incentivo.

Na outra partida da rodada, que ocorreu às 14hs, os Estados Unidos perderam para a Alemanha por 2 x 4. Destaque da partida para Conny Pohlers que marcou 3 gols para a Alemanha na partida.

No dia 20, quarta-feira, Brasil e Canadá se enfrentam às 10hs e Holanda e Estados Unidos às 14hs. Jogos serão realizados na EsEFEx na Urca.

Comentários

  1. Amigo, parabéns!!!
    o seu blog tá cada dia mais completo, mais interessante!
    Fiquei muito feliz por você estar acompanhando de perto uma coisa que gosta tanto de fazer!
    Continue dividindo com as pessoas esse seu dom de escrever sobre esportes, é um prazer poder ler tudo isso aqui! Mto interessante poder me informar sobre uma coisa importante e que eu estava tão por fora!
    Super beijoo!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…