Pular para o conteúdo principal

Marta se torna maior atleta da história do futebol, mas título não significa nada no Brasil

Um novo projeto de futebol Feminino - Porque o esporte é uma forma de sonhar acordado!

Após o fim de nossa trajetória no projeto Cabuçu FC, onde trabalhávamos com futebol feminino, eu, Eduardo Pontes, e o técnico Alexandre Amaral, criamos um novo projeto.

Ale Amaral e Eduardo Pontes - início de um novo projeto.


Este projeto que abrange o futebol de campo feminino é algo que já planejávamos e que decidimos colocar em prática logo que nos foi possível.

Todos que trabalham com futebol feminino conhecem não só as dificuldades da modalidade, mas, principalmente, a importância que é a prática da mesma para milhares de meninas em todo o território nacional.

Para muitas meninas o futebol feminino é a forma de “sonhar acordado” com um futuro melhor.

O projeto é está localizado em nova Iguaçu, mais exatamente no Campo do Professor, sempre aos sábados das 15h às 18hs, no bairro de Cabuçu. Escolhemos este local por estar em uma região estratégica, que já conhecemos e na qual vemos meninas de grande potencial, mas também vemos uma grande necessidade de ajuda social, por ser um local ainda em desenvolvimento.
Clique na imagem para ver o mapa no Google.


Nosso projeto tem como missão, educar, socializar e gerar oportunidades através do esporte, proporcionando alegria, bem estar e qualidade de vida.

Não é um time de futebol! É um espaço onde estas meninas possam ocupar seu tempo, melhorar suas valências físicas, interagir através do esporte e manter a mente e corpo são e onde procuramos educar e ensinar a ter bons valores, bons costumes e ética.

Nosso projeto tem por visão a crença no futebol feminino como ferramenta capaz de proporcionar um futuro melhor não só através de sua prática, mas também na conquista de oportunidades de estudo dentro e fora do país.

Dentro do nosso trabalho, estaremos analisando cada menina e se possível, encaminhando-as a clubes que possam lhes oferecer uma melhor estrutura. Buscaremos também parcerias com universidades e cursos para que essas meninas possam estar estudando para que no futuro tenham uma formação acadêmica e uma profissão que poderá ou não ser exercida em prol do futebol.

Ver essas meninas bem encaminhadas e vislumbrando um futuro melhor é o maior prêmio que podemos ter, e é isso que buscamos!

Sabemos que existem milhares de mulheres no Brasil que amam o futebol feminino, mas será que todas se tornarão atletas?

Sabemos que não, mas muitas delas podem associar o amor pela modalidade aos estudos e termos assim, no futuro, técnicas, educadoras físicas, fisioterapeutas, psicólogas, gestoras e administradoras trabalhando em prol do futebol feminino.

Ou ainda podemos ter atletas com uma carreira brilhante dentro da modalidade que quando decidirem se aposentar poderão seguir trabalhando dentro do futebol ou estarão abrindo um negócio próprio e seguindo suas brilhantes carreiras fora dos campos.

Sissi, Laylla da Cruz, Alline Calandrini, Fabiane Nascimento e Kátia Cilene - Alguns dos muitos exemplos de atletas que citamos e que buscam conciliar esporte e estudo. Presente e futuro brilhantes dentro e fora de campo!









Esse projeto, apesar de ter uma identidade definida, ainda não tem um nome, mas estamos trabalhando e devemos apresenta-lo na próxima semana, bem como a faixa de idade que hoje a faixa de idade varia hoje de 15 anos à categoria adulta e provavelmente continuará sendo assim!

Esperamos conseguir fechar parcerias, pois é difícil manter o trabalho ou dar mais qualidade ao que é feito, dependendo apenas de recurso próprio, mas vamos, da mesma forma, seguindo em prol não só do futebol feminino, mas dessas meninas e também do país.

Comentários

  1. Edu, Parabens pelo projeto, sao de pessoas assim que precisamos para que o Fut Fem Brasileiro dê uma engrenada e comece a conquistar cada dia mais o seu espaço! Super apoio, e claro obrigado tbm pelo parêntesis comigo e c a Fabi!Hahaha Beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabens e felicidades nesse novo projeto o Brasil e o futebol feminino precisam de pessoas como vcs Parabens e sucesso!

    Valdir bardi

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, o futebol feminino necessita desses incentivos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…