Pular para o conteúdo principal

E o juiz apita o fim do jogo: Este blog chegou ao fim.

Futebol Feminino: Oportunidades existem, mas empresas e clubes não aproveitam.


O dia de começou quente hoje!

Com a série de oportunidades que estão surgindo e as que podem ser criadas em relação ao futebol feminino, acordei e resolvi utilizar o twitter como ferramenta de marketing, questionamento e disseminação de ideia.

Muito se pode fazer pelo futebol feminino e, falando na língua das empresas, muito se pode lucrar (ganhar dinheiro) e criar um mercado rentável no país do futebol, onde as mulheres que jogam bola não são valorizadas.

Muitas empresas poderiam investir no futebol feminino em parceria com clubes

Abaixo seguem alguns dos comentários do twitter desta manhã:


TWITTER @Edu_Pontes

"Quais os planos da @nikefutebol para associar imagem e produtos ao #FutebolFeminino do BR? Deixando muito a desejar neste aspecto!"

"Não existe uma página da @nikefutebol voltada p/ #futebolfemininono Brasil, por quê? O #futebolFeminino brasileiro não é visto como produto?"

"O #FutebolFeminino no Brasil não é visto como produto? A @adidasfutebol tem algum projeto para explorar este mercado?"

"O mercado do #FutebolFeminino brasileiro é carente de campanhas voltadas para a #mulher. Comerciais, produtos e afins. Até quando empresas?"

"Acordei inspirado... ou seria indignado com a situação do #FutebolFeminino? Sinceramente, os dois! Vamos mudar isso! A união faz a força!"

É.O Ministério do Esporte e o @OrlandoSilva_Jr atrapalharam a transmissão do #FutebolFeminino no PAN."Belo" apoio ao esporte!"

"Alguém já viu algum comercial da @GatoradeBR voltado para o #FutebolFeminino brasileiro? O #futebolFeminio está esquecido no país do futebol."

"Dia começou com questionamentos e "verdes" para empresas que podem fazer algo pelo #FutebolFeminino! Deem RT nos tweets anteriores!"



Esses questionamentos e comentários mostram o que já sabemos: Falta de investimento e falta de visão.

O futebol feminino é vendável tendo milhares de mulheres praticando a modalidade. Enfatizo sempre os números porque é absurdo você ter um mercado como este, talentos como os que nós temos e não ocorrer investimento.

A modalidade sofre há mais de 20 anos com OS MESMOS PROBLEMAS. E em um Brasil com mais da metade da população composta de mulheres que movimentaram em 2010 um total de R$1.5 Bilhão de reais em produtos voltados para o público feminino, não investir no futebol feminino é deixar de aproveitar um mercado vendável e rentável.

Quantas empresas de produtos feminino e empresas de artigos esportivos temos atuando no país e não aproveitam a modalidade como ferramenta de marketing?

As empresas que abrirem os olhos e investirem neste mercado, se tornarão as pioneiras e irão "abocanhar" uma grande fatia de mercado que até agora nenhuma outra teve a coragem de fazer!

Os clubes e a CBF também entram na lista de "empresas" que não são capazes de aproveitar a oportunidade.

As oportunidades aparecem, mas acima de tudo cabe aos profissionais de marketing e gestão destas empresas em criá-las e não esperar que elas caiam do céu.

Comentários

  1. Caro Edu Pontes, sou um dos moderadores da Comunidade do Fut Feminino no já combalido orkut. Já acompanho seus textos e idéias há algum tempo, percebo que é um homem de ação. No entanto já deves está cansado de tantas batalhas, de gritar no deserto.
    Eu, tenho boas idéias, mas não tenho um mecanismo de levar as minhas idéias aonde devem ser levadas, ou seja colocar tudo que penso de forma a ser debatido e analisado a quem realmente é o interessado da discussão, clubes, federações e CBF.
    Sim, sei que você já tem tentado e tenta tudo isso, apenas quero somar em mais tentativas. Talvez tudo que eu vier sugerir você já tenha feito, mas ainda assim quero colocar o que há tanto tempo tenho pensado.
    Primeiro penso em estratégias de se rebater a inviabilidade financeira do negócio Futebol Feminino. Agora a pouco vimos um time do interior do Maranhão montar uma equipe competitiva com parquíssimos recursos a ponto de só ser eliminada da copa do Brasil nas penalidades com uma equipe que para os padrões do Fut Feminino ainda insipiente investiu bem mais, no caso o Foz Cataratas. Aí você ver as folhas desses times de "camisa" cada jogador de nível técnico fraquíssimo valendo mais que o dobro para se manter um time feminino. Temos que começar a refutar por aí, quando um Fluminense diz que vai fechar as atividades do FF porque é deficitária.
    Em resumo quero discutir, sei que já fez isso bastantes vezes, um plano sério para dá perspectivas ao FF, como fã e entusiasta que sou essa seria minha contribuição à modalidade.
    Para isso gostaria de trocar informações contigo. Tenho meu perfil no orkut(tenho no FB mas pouco uso)e lá gostaria que você me passasse seu msn.
    http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=1074485219748033122

    Estou à disposição.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…