Pular para o conteúdo principal

E o juiz apita o fim do jogo: Este blog chegou ao fim.

Brasileiros colocam Futebol Feminino no Trending Topics

Na tarde desta segunda-feira, o futebol feminino Brasileiro entrou no Trending Topics Brasil, indicador da rede social twitter que mostra os assuntos mais falado no país em determinado momento.

Centenas de pessoas postaram , a partir das 14hs, a TAG PorAmorAoFutebolFeminino.Às 14h:39min a tag ficou em oitavo lugar por cerca de 10 a 12 minutos, tendo alcançado a marca de 1215 impressões.


Infelizmente a Tag não chegou ao topo do trending topics pois alguns usuários escreveram a tag mais de uma vez na mesma mensagem e ela foi caracterizada como SPAM e desconsiderada pelo Twitter.

Essa campanha foi elaborada no domingo com a intenção de representar apoio às jogadoras do futebol feminino no hipócrita "País do Futebol" e também uma forma de protesto contra o descaso de décadas e décadas que assola a modalidade.

Isso tudo começou a ser pensado desde o anúncio do fim do futebol feminino do Santos, anunciado pelo presidente Luis Álvaro, fato que foi considerado um absurdo, uma vez que se trata de uma das equipe mais tradicionais e vencedoras da modalidade.

Durante este anúncio, LAOR, como é chamado o presidente santista, colocou a culpa na falta de transmissão de TV que segundo ele afasta investidores, culpou também o governo e a CBF pela suposta falta de patrocinadores ao time feminino. 

Analisando de forma crítica toda a situação da modalidade, a falta de apoio da CBF vem da falta de organização dos clubes e vice-versa. É um jogo de "deixa que eu deixo" onde ninguém faz nada, nem a CBF nem os diretores e presidentes preconceituosos dos clubes brasileiros. As jogadoras também tem grande parcela de culpa por não se organizar e criar uma associação brasileira das atletas de futebol feminino e também pela falta de união. Muitas jogadoras de renome não questionam a CBF, clubes e afins, fazendo apenas suposições leves.


O Futebol Feminino é uma modalidade cercada de problemas onde ninguém está isento de culpa. As jogadoras não cobram, os dirigentes não se mexem e fica tudo como está! (Isso acontece em praticamente todas as modalidades)

Acho que passou da hora das jogadoras tomarem a iniciativa! Mas falo de agir, confrontar problemas e cobrar melhorias pra ontem! Os medalhões e ex atletas deveriam se unir, reunir e solicitar uma coletiva de imprensa com o Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo. Ou a modalidade começa a mudar, ou ficaremos mais 30 anos esperando uma nova oportunidade!

A hora é agora! Chega de ficar só cochichando ou falando de forma tímida. Chegou o momento de fazer realmente algo pela modalidade!

Ou faz isso, ou vão viver de "esmola", pois é isso que muito clube oferece em relação a salário, organização e estrutura e ainda acha que está fazendo muito.

Se o povo se mobiliza para ajudar a modalidade, porque as jogadoras que querem viver do que amam, não se mobilizam como deveria?

Falar que precisa melhorar é mole, quero ver ir contra o sistema e realmente arregaçar as mangas!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…