Pular para o conteúdo principal

Marta se torna maior atleta da história do futebol, mas título não significa nada no Brasil

Ricardo Teixeira Renuncia a presidência da CBF? Algo muda?



Ricardo Teixeira, que já vinha bambeando no comando da CBF após as acusações de corrupção há tempos enfim renunciou, não só ao comando da CBF como também do comando do Comitê Organizador Local da Copa do mundo de 2014 (COL).


Aqui estão algumas das citações na carta de renuncia de Teixeira, conforme publicado no site Globo.com:

"Presidir paixões não é uma tarefa fácil. Futebol em nossos pais e associado a duas imagens: Talento e desorganização. Quando ganhamos, exaltam o talento. Quando perdemos, a desorganizaçõa. Fiz o que estava ao meu alcance. Renunciei à saúde. Fui criticado nas derrotas e subvalorizado nas vitórias."

"Deixo definitivamente a presidência da CBF com a sensação de dever cumprido".


Com isso, José Maria Marin, assume o cargo.

O “Zé Maria” é mais lembrado pelos brasileiros pelo lamentável ROUBO DA MEDALHA na premiação da Copa São Paulo de Juniores.


Ainda sobre esse caso, Marin afirmou que: "Foi uma cortesia da FPF. Isso é uma verdadeira piada".

Enfim, depois de anos e anos e anos, o “sapo” sai da “lagoa” mas ficam seus “girinos”. E agora? Algo muda?

Provavelmente só mudará o nome responsável pela indignação do povo, porque a alegria dos dirigentes de clubes e federações continua a mesma. Continuarão tendo seus interesses defendidos por pessoas da mesma estirpe.

Quando falamos de futebol brasileiro, seja ele masculino ou feminino, sabemos que ambos estão muito abaixo do que de fato podem render. O feminino então é o mais atrasado.

Isso acontece porque não temos profissionais interessados de fato no desenvolvimento da modalidade FUTEBOL. Se alguém se ofender lendo isso, engula à seco e MOSTRE QUE EU E MILHARES DE BRASILEIROS ESTAMOS ERRADOS.

Até hoje isso não foi feito e não sabemos se ou quando será!


Agora vamos esperar se algo vai realmente mudar pra melhor e como eu disse na empresa na qual eu trabalhava em certa ocasião, “se ninguém tem coragem de falar pro diretor deste da empresa que as coisas não funcionarão como ele quer, mas se fizermos diferente o negócio dará resultado, digam a ele onde eu sento e coloquem ele lá na minha mesa que falo eu”.

O que deve ser feito pra modalidade crescer muitos sabe e se resume em uma frase: “Tratar o desporto como negócio e com profissionalismo”!


A CBV (confederação brasileira de vôlei) assim o faz e DÁ CERTO!

Na verdade, no caso do futebol, ele até é tratado como um negócio, mas um negócio de interesse dos dirigentes, que só querem ganhar, lucrar e não se preocupam o desenvolvimento da modalidade. Ta entrando dinheiro no bolso? Então está bom!

O problema do desporto (no geral) não está nas desculpas de falta de visibilidade, mídia, exposição, preconceito da torcida. O problema está na falta de conduta profissional à frente dos clubes, federações e confederações!

Teixeira podia achar difícil presidir uma paixão nacional, conforme citou em sua carta, mas como gestor não poderia ver esta dessa forma. Como gestor a paixão deve ser deixada de lado e o desporto deve ser gerido como uma empresa, metas, objetivos, resultados, prestação de contas, investimento para o desenvolvimento e solidificação, visão e ação global e não apenas parcial. Amizades podem existir no trabalho, mas não podem ser mais fortes que o profissionalismo, e assim, as coisas vão pra frente.

Se na CBF não foi pra frente até hoje, por que será? Será que agora vão dar vez ao futebol feminino? Será que haverá um planejamento para tanto o masculino quanto o feminino chegarem na primeira posição do ranking FIFA e se manterem lá?
O futebol, masculino e feminino, já passou da hora de ser administrado como se deve e infelizmente, apesar da queda de Teixeira, talvez ainda não vai ser agora. Torço para eu estar errado!

Conforme falei na rede social twitter:  é a "teta" de uma "vaca gorda e leiteira".Todos querem "mamar" e e$$e leite $ão o$ milhõe$ e benefício$ que correm por fora!"


E vocês, o que acham sobre a queda de Ricardo Teixeira? O que muda? Será que muda? Quero saber a opinião de vocês também!

Grande abraço a todos e uma boa tarde!

Comentários

  1. Infelizmente essa renúncia no meu ponto de vista, não muda nada em relação ao futebol feminino, masculino e o calendário.

    A única mudança foi em relação ao cargo. E ainda vou longe... Acredito que o Teixeira, irá dar a cartada final em todas as mudanças!!!!

    Essa mudança foi o desgaste do Teixeira com a Pres. Dilma e com isso ele saiu...

    O grande problema é o estatuto... Tinha que ser da seguinte forma? '' o presidente renunciou a chapa mais votada entra; e no caso de não ter nenhuma chapa concorrente que faça outra eleição.

    #SalveCalendário #SalveFutFeminino

    Vamos ver cenas dos próximos capítulos!!!

    Perfeita matéria Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. É verdade que ver o "Zé das medalhas" assumindo não trás muitas perspectivas. Mas eu prefiro aguardar, vamos ver o que podemos usar para favorecer o Futebol Feminino, Isso vai muito da nossa luta.

    Enquanto a renúncia do Sr. Ricardo Teixeira. Desejo com todas às minhas forças que ele afunda no meio do inferno, principalmente depois de ter lido a carta que parecia mais uma despedida de alguém que vai deixar saudade. Sr. RICARDO TEIXEIRA, que o senhor se afunde na nojeira que o senhor mesmo construiu. #SemMais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…