Pular para o conteúdo principal

Até quando vamos achar que o futebol brasileiro está evoluindo?

Fonte: Google.com (busca)

O futebol Brasileiro é mesmo digno de riso zombeteiro. Um time ganha sete partidas seguidas e na sequência perde dois jogos (são 7 vitórias em 9 jogos), já se fala em pressão, demissão.

Enquanto colocarem resultados à frente do planejamento continuará a dança das cadeiras e técnicos cairão mesmo com pouco tempo de trabalho.

Será que não sabem que o resultado é advindo de um planejamento bem feito? Será que não entendem que o planejamento não depende só do técnico, mas do que o clube oferece ao grupo, ao profissional, o apoio e tudo mais?

Talvez essas questões reflitam o amadorismo dos dirigentes do futebol brasileiro. Amadorismo presente nos clubes, nas federações estaduais e até na federação nacional!

Dirigentes não são considerados amadores pela falta de estudo, afinal a maioria tem uma bagagem educacional e até profissional, mas sim por suas atitudes e pela falta bom senso.

Hoje o futebol brasileiro, a meu ver, está muito abaixo do nível que pode oferecer e como disse outro dia o grande professor Valdir Espinosa em uma análise sobre o futebol jogado: "deixamos de jogar nosso jogo e estudar como parar os adversários e isso faz diferença nos resultados", ou seja, estamos involuindo dentro e fora dos gramados.

Precisamos mudar o pensamento, precisamos mudar de atitude e principalmente precisamos de novos nomes e perfis à frente de vários esportes, não somente o futebol!

O futebol brasileiro pode ser muito melhor, pode ser mais povão e ao mesmo tempo mais lucrativo, os clubes podem ser mais competitivos, a paixão das torcidas recheadas de famílias, mas pra isso acontecer é necessário que o planejamento aconteça afinal a torcida não planeja nada, ela é apenas resultado do que os dirigentes fazem ou não dentro de seus clubes ou instituições e nossa média de público deixa claro que planejamento não é algo que vem sendo feito, pelo menos não da forma correta.



Ainda falando de futebol e evolução...


E o futebol brasileiro continua achando que está evoluindo?

Ainda na pegada do texto acima, uma reportagem que vi hoje mostra que de fato há muito o que mudar e melhorar. 

Será que nossa confederação não enxerga estes problemas ou será que enquanto está sendo lucrativo para seus cofres (mesmo que isso signifique manter o futebol brasileiro,masculino e feminino, na mediocridade) o restante não importa?

Várias situações no futebol masculino e feminino nos mostram que não precisamos nem questionar a competência da nossa entidade de administração desportiva. Essa competência já foi posta à prova faz muito tempo!

Olhem esta reportagem: 

Após bater público do Brasileirão, liga dos EUA prevê superar europeus em 10 anos



Comentários