FUTEBOL FEMININO - Uma modalidade não cresce sozinha ou por acaso


Ter talento e não investir para que ele seja desenvolvido é como ter uma terra de qualidade, ter as sementes para o plantio e não o fazer! Ou como deixar as sementes no recipiente esperando que caminhem até o solo sozinhas e aí gerem bons frutos.


Isto é bem próximo do que acontece com o futebol feminino e várias outras modalidades. Seus dirigentes querem que a modalidade cresça sozinha, sem empregar nenhum esforço, tempo ou valor financeiro.

A modalidade precisa de pessoas dispostas e com coragem para a colocar a mão na massa, capinar o terreno, retirar o lixo e preparar a terra de forma planejada para assim programar a modalidade e seu crescimento. Para saber quando e como colheremos os frutos, avaliando se o trabalho está sendo bem feito e se depois do planejamento inicial esta lavoura passar a dar ainda mais frutos avaliar se precisemos  aumentar o seu tamanho!

Planejar, executar, controlar os resultados, avaliar o desempenho, e aí fazer evoluir a modalidade chamada futebol feminino e também os negócios do esporte!

É preciso entender que se a modalidade crescer, todo mundo ganha, mas no Brasil as pessoas sempre querem ganhar sozinhas, ou sem nada fazer!

É necessário ter pessoas que se preocupem mais com a modalidade e menos com elas mesmas.

Pra modalidade crescer, acima de tudo, é preciso ter pessoas dispostas a trabalhar sério! A modalidade não está estagnada há mais de 30 anos por acaso!

Comentários