Pular para o conteúdo principal

PESQUISA: Jogador brasileiro admite geração "cai-cai" e iludida com o sucesso. Culpa de quem forma o/a atleta.



"Uma pesquisa do UOL Esporte com 105 jogadores em atividade em grandes clubes do país revela uma reflexão crítica sobre a identidade atual do boleiro brasileiro. Os atletas que responderam o questionário em condição de anonimato dizem ver uma geração "cai-cai", com pouca educação esportiva e iludida com a fama.

Questionados pela reportagem sobre qual a pior característica do jogador brasileiro, 28% afirmaram que é a mania do "cai-cai", da catimba e simulação de faltas. Esta foi a resposta mais comum entre os entrevistados.

Em segundo lugar aparece a ilusão com o sucesso, presente nas respostas de 12% dos jogadores ouvidos. A seguir, 10% apontam a falta de respeito como um problema para a geração atual do futebol brasileiro. Para completar o pacote, 7% dizem ver a classe como arrogante, com mania de querer tirar vantagem em qualquer situação. - Fonte: Uol"

MEU PONTO DE VISTA: A meu ver clubes e profissionais são diretamente responsáveis pela formação desse perfil de atletas de futebol, masculino e feminino, que abusam dos dribles e se acham estrelas até por como são tratadas por diversos profissionais.

Vejos jogadores e jogadoras que são paparicados em excesso por profissionais e são incitados a cair por qualquer lance, simular, driblar sem necessidade em muitos momentos, e que escutam destes que são os melhores, são diferenciados, são espetaculares e que tem que bagunçar todo mundo mesmo.

Meninos e meninas que são comparados a Martas, Messis, Neymares e Formigas, mas quando se perdem acabam sendo deixado de lado pelos mesmos profissionais que os enalteciam e que a partir deste momento se omitem de suas responsabilidades!

Quem faz isso não é amigo do atleta, muito menos profissional. É como escalar um jogador ou jogadora mais pela amizade do que pelo momento ou qualidade apresentada, é como incentivar o atleta a mentir e simular e depois dizer nos bastidores que não tem culpa de nada.

Profissional de verdade e amigo de verdade é aquele que incentiva quando preciso, e critica quando é necessário! É aquele que realmente se preocupa não só com o atleta, mas com a pessoa que é, acima de tudo, aquele ou aquela atleta.

Os profissionais do futebol brasileiro, masculino e feminino, precisam entender que eles tem um papel fundamental na formação da pessoa e atleta, assim como é diretamente responsável pela ascensão ou decadência deles.

Os profissionais do futebol não são apenas treinadores, preparadores... mas sim educadores, espelho para os atletas, formadores de caráter e opinião, logo devem ter mais cuidado não só com seu trabalho mas também com o que passam no dia a dia para os jogadores e jogadoras que com eles convivem por dias, meses e anos.

O reflexo dos atletas que temos hoje e dessa cultura feia dos jogadores e jogadoras de futebol é espelho de como são e agem a maioria dos profissionais do futebol brasileiro.

Comentários