Pular para o conteúdo principal

Marta se torna maior atleta da história do futebol, mas título não significa nada no Brasil

Futebol Feminino: EUA e Suécia dominam rivais

(FIFA.com) Terça-feira 4 de junho de 2013EUA e Suécia dominam rivais

© Getty Images
Os clubes cederam espaço às seleções numa semana em que diversas participantes da próxima Eurocopa deram início à preparação para o torneio que será disputado na Suécia no mês que vem. A França impressionou com uma goleada sobre a Finlândia, encerrando um longo período sem vitórias. Vale lembrar que as francesas estão entre as favoritas ao título continental
Já o país-sede segue em clima de otimismo depois que a seleção sueca venceu a Noruega de virada. Para os torcedores da Islândia, porém, as notícias não são muito boas: a equipe voltou a perder, desta vez contra a EscóciaDo outro lado do Atlântico, as americanas levaram a melhor no mais recente capítulo da rivalidade com as vizinhas do Canadá. O FIFA.com resume as novidades do mundo do futebol feminino.
Campeãs olímpicas derrotam arquirrivais
Com dois gols de Alex Morgan na etapa complementar e um de Sydney Leroux nos acréscimos, os EUAvenceram o Canadá por 3 a 0 no sempre acirradíssimo clássico norte-americano. Diante dos 22 mil torcedores que lotaram o estádio em Toronto, as anfitriãs da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2015 jogaram de igual para igual com as americanas até a metade do segundo tempo. Este foi o primeiro encontro entre os dois países desde a épica semifinal do Torneio Olímpico de Futebol Feminino dos Jogos de Londres 2012, vencida no sufoco pelos EUA. A atacante Abby Wambach, atual Jogadora do Ano da FIFA, comemorou 33 anos de vida dando o passe para dois gols no amistoso, que foi disputado no quadro das celebrações do centenário da Federação Americana de Futebol.
Virada sueca no dérbi escandinavo
Suécia conquistou uma importante vitória por 2 a 1 diante da Noruega, enchendo-se de moral para sediar a Euro 2013 em julho. As donas da casa foram surpreendidas na cidade de Linkoping pela jovem Ada Hegerberg, que abriu o placar para as norueguesas no início da partida, mas Lotta Schelin e Marie Hammarstrom garantiram a virada. O resultado agradou as suecas, que haviam perdido da equipe escandinava na decisão do terceiro lugar da Copa Algarve, em março. "Está ficando cada vez melhor e muito interessante no ataque, independentemente de quem joga no setor", comentou a sorridente treinadora da seleção sueca, Pia Sundhage.
Francesas se reconciliam com a vitória França encerrou uma inesperada série de sete empates consecutivos goleando a Finlândia por 3 a 0 na cidade de Valenciennes. Marie-Laure Delie balançou as redes duas vezes e Gaetane Thiney anotou o terceiro das francesas, que, a exemplo das adversárias escandinavas, estão entre as principais candidatas à taça na próxima Eurocopa. O técnico da equipe gaulesa, Bruno Bini, foi o primeiro a anunciar a lista de convocadas para a Suécia 2013. A experiente capitã Sandrine Soubeyrand disputará o torneio continental pela quinta vez, enquanto 12 das 23 jogadoras atuam pelo Lyon, atual campeão nacional.
Islândia tropeça outra vezOutra seleção do norte da Europa que se decepcionou foi a Islândia, derrotada por 3 a 2 ao receber aEscócia na capital Reykjavik. As comandadas do técnico Sigurdur Eyjolfsson amargaram diversas derrotas ao longo dos últimos meses da preparação para a próxima Eurocopa. As escocesas, que por muito pouco não garantiram presença no torneio continental, abriram 3 a 1 nos primeiros 33 minutos de jogo. A jogadora que acabou selando a vitória foi Emily Thomson, que comemorou o seu primeiro gol pela seleção escocesa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…