Pular para o conteúdo principal

FUTEBOL FEMININO: A modalidade sofre preconceito de quem administra o esporte?


Estava pensando: A CBF assinaria um acordo em prol do FUTEBOL FEMININO BRASILEIRO com o Ministério do Esporte tendo um representante da CONMEBOL e um da FIFA presentes como testemunhas?

Um acordo como este seria a prova de que a Entidade de Administração do Futebol Brasileiro realmente se preocupa e quer o crescimento do Futebol Feminino.

Até o presente momento a Entidade recusa qualquer tipo de acordo para a modalidade. Será que existe mesmo a intenção ou desejo de ver o futebol das mulheres crescer???

Será que a maior onda de preconceito contra as mulheres que jogam futebol vem de quem administra, ou deveria administrar a modalidade?

Se realmente não existe nenhum problema com a mulher que joga futebol por que não assinar publicamente um acordo claro, e logicamente justificar ao vivo e em público os motivos de anos de coincidente falta de evolução do futebol feminino nacional?

Existe muita gente interessada no desenvolvimento da modalidade e basta a entidade que a administra concordar e assim as coisas com certeza iriam caminhar.

Outras modalidades crescem visivelmente no gênero masculino e feminino por conta da assídua intervenção e interesse de suas federações nacionais, ou entidades de administração.

Curiosamente eu pergunto: e por que o futebol feminino não cresce? Por que o futebol masculino tem campeonatos nacionais das séries A, B, C e D, e campeonatos estaduais e nacionais adultos e de base? Por que a diferença de tratamento entre futebol masculino e feminino?

Se não existem diferenças, então eu acho que assinar um acordo em prol do futebol feminino seja um caminho lógico e óbvio para quem quer ver a modalidade crescer!

Qualquer coisa que não caminhe neste sentido demonstra que, não o país, mas quem administra este esporte no Brasil ainda vive uma espécie de "ditadura esportiva" onde a mulher não podia praticar espote, afinal o não investimento impossibilita que muitas mulheres joguem futebol.

Não estou falando absolutamente nada demais neste post. Apenas analisando com coerência a situação do futebol feminino em todo o país e baseado nisso indicando o que seria uma solução produtiva para o esporte, para as mulheres e para o país.

Se eu administrasse este esporte, quisesse vê-lo crescer e quisesse também fortalecer a marca da minha entidade assim como tornar o desporto em questão em algo financeiramente produtivo para a empresa, o esporte, o país e atletas e profissionais, eu não pensaria duas vezes!

A coisa é mais simples do que parece e o primeiro passo. A Federação Nacional realmente quer?

Comentários

  1. o ano pasado judoka Sarah Menezes ganhou o ouro. Agora se querem a nacao ajudar precisem ganhar a copa mundial.

    GANHEM A COPA MUNDIAL!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!