Pular para o conteúdo principal

EMPREENDEDORISMO no ônibus x FUTEBOL FEMININO

Hoje eu peguei um ônibus que raramente eu pego para vir trabalhar. Eis que me deparo com um motorista de uma determinada linha do RJ que há cerca de uns 3 meses conheci quando peguei o ônibus que eu nunca pegava, pois estava com pressa de chegar no trabalho neste dia.

Enfim... 3 meses atrás este motorista estava vendendo bolo durante sua carga diária de trabalho no volante do busão! Quando conversei com ele na época ele informou que estava começando nesse negócio para tirar um dinheirinho extra. E eu comprei o bolo e provei que é realmente muito saboroso!

Como a passagem do frescão custava na época R$8 reais, ele colocou o preço do pedaço de bolo por R$ 2 reais e assim ia ganhando um dinheirinho com a fome das pessoas no trajeto e nos engarrafamentos entre os extremos da cidade.

Hoje quando reencontrei o "piloto" perguntei como iam as vendas. Ele feliz respondeu que muito bem e que agora tem variedade! Antes ele oferecia aos consumidores apenas 1 opção de sabor, e hoje ele oferece 3 sabores diferentes!

O preço continua o mesmo e ele vende uma média considerável por dia de trabalho.

Sua mulher parou de trabalhar e agora se dedica aos bolos, lucrando com isso! SENSACIONAL!

Ele ainda falou que investiu R$700 reais no início do "negócio" e falou que agora só colhe lucros. Primeiro, como em qualquer negócio foi preciso investir e tirar dinheiro do bolso, para mais a frente colher os lucros e hoje o negócio de bolos se sustenta por si só, e sua esposa até paga sua autonomia.

Antes ele anunciava seu bolo, esperando vender! Hoje ele é procurado pelos passageiros sem falar nada, pois todos conhecem o produto e a qualidade, inclusive indicando aos passageiros novos!

Um motorista de ônibus e sua esposa são empreendedores e saíram do investimento para o lucro em 3 meses! E o bolo faz sucesso, ainda mais com a variedade de sabores com que eles agora trabalham!

A LIÇÃO PARA O FUTEBOL FEMININO é simples: Para se desenvolver um produto e ganhar mercado é necessário analisar as possibilidades, planejar, INVESTIR e colher os frutos em médio a longo prazo.

Será que os dirigentes, tão estudados, diplomados, viajados e experientes não conseguem ver que com o FUTEBOL FEMININO não é diferente? Investimento deve vir na frente para só depois se pensar em obter retorno.

Em outras palavras, só trabalhando a modalidade e investindo nela se poderá ver o futebol feminino crescer!

Se for feito o básico, o futebol feminino ganhará espaço automaticamente e deixará de procurar visibilidade para ser procurado por sua visibilidade!

Os dirigentes não entendem ou não fazem porque não querem?

Se eu perguntar pro motorista de ônibus, ele rapidamente e sorrindo me dirá algo como: "a desculpa do cego é a bengala. Quem quer faz e não fica arrumando desculpas."!

Ao invés de se gabar de títulos e história, nossos dirigentes deveriam andar mais de ônibus para ver se aprendem, mas o problema não é aprender e sim não querer fazer!

Comentários