Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

FUTEBOL FEMININO: Seleção Brasileira Sub 17 fora do mundial de 2014.

A Seleção Brasileira de Futebol Feminino sub-17 não passou da primeira fase do Sul-americano sub-17 do Paraguai e assim não irá ao mundial de 2014 da categoria, na Costa Rica.

Venezuela, Paraguai e Colômbia ficaram com as vagas.
Já me questionaram algumas vezes e criticaram bastante a seleção.
Ontem me fizeram uma simples pergunta sobre o assunto: o que faltou? 
Respondi: "Planejamento, estrutura nacional, investimento... posso citar diversos pontos e nem sei por qual começar! É a responsabilidade de uma Confederação que acha que colocar meninas pra treinar juntas antes de uma competição seja o suficiente. 
Temos o talento, mas se este não for trabalhado de forma correta, de nada adianta.
Um diamante não lapidado acaba sendo apenas uma pedra.
Acho que assim é nosso futebol feminino. 
Ainda somos uma pedra, sem forma, ainda suja de terra, mas que com investimento e trabalho decente pode se tornar um magnífico diamante, uma joia da melhor qualidade!"
E complemento dizendo que:  Não…

Jogadores das séries A e B pedem reunião com CBF para discutir calendário de 2014. Futebol Feminino também cogitado

Como tem sido divulgado pela mídia, insatisfeitos com o calendário do futebol brasileiro, 75 jogadores de clubes das séries A e B do futebol brasileiro reivindicaram uma reunião com a CBF. 
Até mesmo uma greve nas últimas duas rodadas do campeonato brasileiro 2013 foi cogitada pela Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol, mas não deve acontecer, pois acredita-se em solução pacífica da questão por um entendimento entre atletas e CBF.
FUTEBOL FEMININO É COGITADO
Um movimento por um calendário do futebol não pode deixar o futebol feminino de fora, por isso algumas pessoas ligadas ao movimento também estão tentando contato com atletas do Futebol Feminino brasileiro, mas por medo de retaliações, fatos que são comuns quando se trata de bastidores do Futebol Feminino, as atletas dificilmente demonstrarão interesse.
A ditadura militar já acabou, mas as mulheres que jogam futebol sofrem muito mais do que muitas pessoas imaginam. É algo que ainda vai além do simples fato de ter o…

FUTEBOL FEMININO: Quem é capaz de mandar lesionar uma atleta propositalmente, é capaz de qualquer coisa!

Ontem (25), no jogo do Vasco-RJ 1x1 São José-SP pelo Brasileirão Feminino Caixa, debatia sobre a parte tática e técnica do jogo com um treinador de futebol quando este solta a seguinte frase: "Se eu fosse o treinador do time do Vasco, colocaria uma jogadora só para entrar e pisar no calcanhar daquela jogadora alí do São José e tirar ela do jogo. Se não posso ganhar na técnica, na guerra eu uso as armas que tenho."

Olhei com total reprovação e nosso papo acabou ali.

E sabe o mais triste? Tenho certeza que existem muitos "profissionais" que pensam exatamente assim e que mandam fazer isso mesmo.
Nessa mesma semana uma atleta que atua fora do país me informou que uma atleta lhe deu uma entrada criminosa e ao fim do jogo disse que mandaram ela bater ali pois sabiam que ela encontrava-se em recuperação de lesão e essa era a única forma de pará-la.
Condeno totalmente este tipo de atitude e defendo seríssimas punições para casos como este, seja no esporte que for.
E já i…

BRASILEIRÃO FEMININO CAIXA - Entrada e saída de São Manuel da Competição

A CBF ainda não se pronunciou oficialmente, sobre a entrada tão contestada do América de São Manuel-SP na competição, muito menos sobre sua retirada da competição.
Cerca de duas semanas antes do início da competição ao ser questionada nos bastidores sobre a estranha inclusão do time de São Paulo na competição a CBF teria alegado que a Federação Paulista de Futebol teria documentação que comprovava que o América era o antigo Botucatu, que se transferiu de cidade e por isso a Confederação garantiu a equipe na competição.
Nesta quarta-feira (25), a CBF não divulgou nota, mas emitiu uma nova tabela da competição sem a equipe do América e com a equipe do Aliança-GO em seu lugar (veja no link: http://imagens.cbf.com.br/201309/1806751912.pdf ).
América de São Manuel jogaria contra a equipe de Francana, às 15h de ontem (25), em São Manuel. Este jogo foi alterado, mas ao que parece a arbitragem não sabia e foi para o estádio errado!
Não houve nota oficial para esclarecer ao consumidor do esporte (…

FUTEBOL FEMININO - O efeito FOX SPORTS

A Fox Sports é a emissora de TV por assinatura que está transmitindo os jogos do Brasileirão Feminino Caixa 2013.
A Band Sports transmite o VT da partida em horários alternativos e a BAND TV aberta informa resultados e faz um informativo da rodada uma vez por semana.

Uma enorme evolução para uma competição de Futebol Feminino ainda mais se tratando de Brasil, um país que até então desprezava a modalidade.
Um Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino é uma enorme vitória para a modalidade e quase não saiu om tantas dificuldades impostas pela CBF, e a transmissão de TV está trazendo benefícios já no início da competição.
Emissoras de TV aberta, empresas e alguns clubes de camisa começam a ver o Futebol Feminino de outra forma. Quem não quer fazer parte de uma competição e de uma modalidade que começa a demonstrar organização e visibilidade?! 
A tendência deste efeito "Fox Sports" deve trazer benefícios para a modalidade já na próxima temporada.
Seria a CBF capaz de interromper o pro…

BRASILEIRÃO FEMININO CAIXA - D. de Caxias X Centro Olímpico

Nessa quarta-feira (18) ocorreu a estreia do Brasileiro Feminino e o jogo entre Duque de Caxias e Centro Olímpico foi marcado por falta de ambulância, falta de policiamento e grande atraso.

Eu gostaria de enaltecer a postura da FOX Sports que, apesar dos 45 minutos de atraso pela falta de organização das responsáveis por arcar com despesas de jogo como ambulância (que somente chegou no início do segundo tempo), pela total comprometimento e apoio ao futebol feminino.

Outra emissora teria cancelado a transmissão.


Muito obrigado a Fox Sports e seus profissionais por tamanho comprometimento mesmo perdendo 45 minutos de sua grade. Em especial ao Vitor Costa que teve uma postura impecável diante de todos os problemas e administrou tudo com imensa sabedoria.
Quanto ao ocorrido, é algo vergonhoso, mas foi bom para que o país perceba o tamanho do descaso com que é tratado o Futebol Feminino Brasileiro.
Federações estão acostumadas a tratar a modalidade de qualquer jeito, mas isso vai ter consequênc…

Agora é pra valer: Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Caixa

Na tarde desta segunda-feira (16) foi anunciado o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2013. A competição terá início já na próxima quarta-feira (18) e terminará no dia 4 de dezembro.
A Caixa Econômica Federal e as Loterias Caixa investirão o valor de R$10 milhões na competição e terão o direito ao nome da competição, placas de publicidade e marca estampada em todos os uniformes das 20 equipes participantes.
A competição terá 20 equipes divididas em 4 grupos regionalizados onde todas as equipes jogaram entre si, realizando 4 jogos nesta fase de grupos, sendo 2 como mandante e 2 como visitante. Os 2 melhores classificados de cada grupo vão para a fase seguinte onde chaveamento definirá confrontos.
Ao todo devem ser cerca de 300 atletas em ação. Com o dinheiro do patrocínio da Caixa, os participantes vão ser custeados em suas despesas de transporte aéreo (deslocamento acima de 500 km) e terrestre em ônibus leito (deslocamento até 500 km), além de hospedagem e alimentação, quando …

Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino

O texto não poderia começar com uma expressão diferente de FINALMENTE!
Nesta segunda-feira, 16/09 às 15 horas, será realizada a coletiva de imprensa de lançamento do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2013.
"O Ministério do Esporte, a Caixa Econômica Federal e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciam em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, detalhes da abertura do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino 2013. Na ocasião, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também divulgará novas medidas de fomento ao futebol feminino no Brasil.
O lançamento do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino será realizado na sede da CBF, na Barra da Tijuca." - Fonte: Ministério do Esporte.
Este Campeonato pode ser a marca de novos tempos para o Futebol Feminino brasileiro.
O Ministério do Esporte vinha tentando acordos com a CBF sobre soluções para a modalidade desde o fim dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012 e só agora conseguiu a chancela da CBF para realizar algo em pro…

Organização de eventos esportivos e o Futebol Feminino - Desenvolver é possível!

Estive presente em dois eventos em fins de semana diferentes no Aterro do Flamengo, aqui no Rio de Janeiro.
O primeiro evento foi a corrida de rua da "Série Delta Japão" realizada no dia 08 de setembro. 
Um evento muito bacana, com uma boa estrutura, boa organização (embora eu tenha ouvido reclamações sobre logística de entregas de kits), um ambiente atraente, divertido de corredores, não corredores, amadores e profissionais, todos misturados. 
Aquecimento, alongamento, diversão, música, massagem, isotônico e frutas para os atletas e no fim pessoas felizes e com vontade de fazer outra prova! Eu mesmo saí de lá e me inscrevi em uma corrida já pro mês que vem!

O segundo evento está sendo realizado este fim de semana e é o "3x3 World Tour FIBA Basquetebol" que também acontece no Aterro do Flamengo.
Um evento de basquete muito interessante e muito bem estruturado. E não falo isso porque é um amigo meu que está organizando o evento, mas pelo fato de ser realmente uma est…

TREINAMENTO: Cada atleta tem uma característica e uma necessidade

Independente das modalidades esportivas, atletas são treinadas de formas iguais e treinadores esperam que todas evoluam da mesma forma.
Isto, considero de certa forma, um erro comum e que precisa ser mudado.
Cada atleta tem uma característica física e muscular, qualidade e defeitos, vícios de postura além de bagagens psicomotoras diferentes pois cada indivíduo viveu e cresceu de formas diferentes.
Uma vai ter dificuldade com a lateralidade, outra não. Uma tem mais explosão muscular e a outra mais resistência. Uma realiza a parada brusca e a mudança de direção com extrema facilidade, tanto para a direita quanto para a esquerda, outra atleta só gira para um lado.
Tudo isso deve ser levado em consideração e cabe aos profissionais observarem quais as características, qualidades e necessidades de cada atleta e realizar um trabalho em separado com as que mais necessitam de apoio.
Infelizmente, no Brasil, se torna mais fácil o próprio treinador criticar uma atleta sem antes ter a certeza qu…