Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Uma séria reflexão sobre o poder subestimado propositalmente do esporte no Brasil

Quantos brasileirinhos e brasileirinhas são campeões em algum esporte todo dia? Campeões só por estarem fora das ruas e ocupar o tempo de forma melhor. Por ganhar uma medalhinha de honra ao mérito de 50 centavos por "competir" com os coleguinhas e que faz essa criança se sentir a mais importante e maravilhosa criança do mundo mesmo sem ter nada...?!
Quantos homens e mulheres disputam competições dentro e fora do país nas mais variadas modalidades e vivem nas sombras, escondidos da nação?  Visíveis apenas para alguns poucos que se encontram próximos...
Somos um país rico em talentos em diversas áreas e o esporte sem dúvida é uma delas.

Quantas vidas se transformam através do vôlei, basquete, judô, handebol, atletismo, futebol, natação,  capoeira, ginástica, etc?

O esporte, seja qual for, transforma vidas pela inclusão e pela disciplina que o esporte. 
Infelizmente a vida de poucos se transforma financeiramente através do esporte.

Somos um país rico onde o esporte é apenas tratado…

FUTEBOL FEMININO supera o masculino no Brasil. Entenda...

FUTEBOL FEMININO SUPERA O MASCULINO....Entenda
Falando só de 2014, as equipes da Ferroviária de Araraquara-SP e São José dos Campos-SP conquistaram títulos que muitos clubes de futebol masculino com muitos anos de atuação nunca conseguiram.
A Ferroviária conquistou a Copa do Brasil e o Brasileiro Feminino, São José conquistou a Copa Libertadores da América e o Mundial Feminino de Clubes no Japão.
E estamos falando só de 2014. Poderíamos falar dos clubes de futebol feminino que conquistaram os campeonatos estaduais em outros anos, além de Copa do Brasil, Libertadores e o Brasileiro.
A visibilidade alcançada com estes feitos é superior a visibilidade que muito clube masculino possui.
E digo mais: muitos clubes masculinos vão trabalhar por 10 anos, com investimentos de milhões de reais nestes 10 anos, e mesmo assim não alcançarão o patamar de prestígio e visibilidade que estes times femininos vem alcançando. Já o feminino alcança o topo do esporte com investimentos de 400 mil por ano…

Futebol Feminino: onde está ?

Momento Edu Pontes - Especial de fim de ano 

OS ASSÉDIOS NO FUTEBOL FEMININO: todo assédio, moral e sexual, sofrido por atleta deveria ser banido sendo então o "profissional" impossibilitado de atuar novamente dentro de qualquer esporte além responder ao processo e a pena processual cabível para cada caso. 

Curioso é que muitos profissionais sabem dos casos de assédio,  mas nada fazem e acabam sendo coniventes com o crime. E não me venham com a desculpa de que o melhor para o crescimento da modalidade é que essas coisas não apareçam na mídia. 

CONTRATOS, ATRASOS E NÃO PAGAMENTOS: NO caso dos atrasos salariais ou não pagamentos, clubes deveriam sofrer os devidos processos trabalhistas. Mas abtes disso precisa haver o vínculo empregatício por contrato como exigência para inscrição da atleta em qualquer competição pela equipe.

E outra coisa... clube que argumenta que o contrato prejudica e que não fazem por medo da atleta processar o clube é desculpa esfarrapada.

O contrato bem feit…

FUTEBOL FEMININO - Ética, boas maneiras e profissionalismo

Até onde errar é admissível?
Raríssimas exceções e nem é o fato de ser admissível. Talvez seja compreensível, mas não admissível.
Errar o mesmo erro então, nem pensar...
Penso que talvez seja necessária uma cartilha de ética e boas maneiras pessoais e profissionais para o Futebol Feminino, mas se até os seus 07 anos de idade estes, que hoje gostam de ser chamados de profissionais do esporte, não foram devidamente educados e em muitos anos de vida e trabalho não resolveram mudar, do que adiantaria?
Infelizmente são sim necessárias aulas e mais aulas de ética, valores e bom senso aos profissionais e atletas.
Talvez os ditos profissionais que convivem diariamente e por muitos anos com as jogadoras e atletas (existe diferença entre os termos) precisem ainda mais dessa reeducação porque eles que forma e se tornam exemplos de comportamento para muitas por ai. Isso explicaria o grande número de peladeiras que acham que jogam futebol?
Sabemos que não existe fórmula pronta do sucesso até porqu…

Futebol Feminino: Hoje apenas observo...

Há algum tempo eu me desdobraria para estar acompanhando a Copa Libertadores da América de Futebol Feminino.
Hoje me contento apenas em desejar boa sorte às atletas, clubes e comissões tecincas que estão na disputa desta competição.
Seu eu ainda gosto de Futebol Feminino? Claro! Amo isso!
Mas amo muito mais a mim mesmo.
O futebol feminino não paga minhas contas e ainda sou obrigado a ouvir gratuitamente ofensas, questionamentos contra minha pessoa e meu caráter. Logo eu que talvez seja o maior de todos os "idiotas certinhos" desse mundo.
Estou afastado da modalidade por estar cansado de elogios falsos, tapas nas costas e aplausos que depois se transformam em palavras negativas contra minha pessoa e imagem.
Mas não estou morto... fico a par dos assédios, mandos e desmandos que acontecem em tantos clubes por ai. Sei das atitudes de treinadores e membros de comissões técnicas que vivem camufladas nos discursos e sorrisos teatrais totalmente divergentes das atitudes reprováveis…

Futebol Feminino: "Não deixe de estudar" por Laylla da Cruz

Pensando na nova geração, atleta que atua nos Estados Unidos escreve carta de incentivo para a nova geração.

Há 4 anos nos EUA, a brasileira Laylla da Cruz vem se destacando na liga universitária. E este crescimento e sucesso, fez com que ela escrevesse uma carta aberta, onde ela fala dos medos, incertezas, superação em uma mensagem dirigida segundo ela, a nova geração (Planeta Futebol Feminino).

Confira a carta na íntegra:

"O que todo atleta deveria saber,

Por Laylla da Cruz,

Como brasileira e jogadora de futebol, tive uma oportunidade que muitas poucas jogadoras já tiveram e gostaria de compartilhar com todos amantes de futebol, principalmente essa nova geração que esta chegando, tal experiência na esperança que muitas, quem sabe, seguirão esses passos.

Quando fiz 17 anos tive a oportunidade de jogar num clube de tradição chamado Santos FC, mais conhecido como sereias da vila. Se eu fosse entrar em detalhes sobre minha a experiência que tive lá, teria que escrever um livro. Como toda…

Refletindo sobre o Futebol Feminino no Brasil

Olá amigos e amigas. Ando "afastado" do futebol feminino, mas isso não significa que não reflita e acompanhe algumas coisas. Ando apenas mais "na minha".
Hoje estava vindo para a empresa onde trabalho e estava a pensar sobre a modalidade. Pois bem, vamos lá... 

Quando há algo errado as pessoas que se sentem prejudicadas costumam tomar atitudes para que as coisas passem a acontecer da forma correta.
Baseado nesta afirmação, talvez seja correta a compreensão de que as pessoas do Futebol Feminino nunca acharam nada errado e vivem satisfeitas com tudo que acontece na modalidade.
Por isso é totalmente válido questionar:por quem brigamos? Por quem damos a cara à tapa? Quem nos esforçamos tanto para defender?
E por último questiono se isso tudo vale a pena...
Pela modalidade acho válido porque sempre me preocupei e fiz o que esteve a meu alcance e até além dele para tentar ajudar, tenham as pessoas ficado sabendo ou não. Sempre me preocupei com a estrutura, as dificuldade…

E o legado? Carta da Cidade do Pan 2007 para a Cidade Olímpica de 2016.

Olá querida "Cidade Olímpica". Animada com 2016?
Tenho visto que o Rio de Janeiro vive agora o projeto de "Cidade Olímpica". Vejo pelos comerciais que planejam que você fique uma cidade ainda mais linda onde o povo está sempre bem vestido e sorridente, o trânsito é bom, os transportes andam vazios, violência não existe e o esporte é praticado por crianças felizes.
Sabe "Cidade Olímpica" tenho me questionado qual será o real legado esportivo para o Rio de Janeiro após 2016?
Eu já vivi essa euforia e me vi em comerciais lindos e bem parecidos com os em que você figura hoje.
Eu, a cidade do PAN de 2007, fui abandonada logo depois que o grande evento acabou. Sinto que poderíamos estar formando atletas em diversas modalidades, mas o esporte é minimamente ou nada usado como ferramenta de socialização e de oportunidade de um futuro melhor para a população, que em nada parece com o que vemos nos "belos" e falsos comerciais da televisão.
Tenho certeza q…

Já vi "de tudo" no futebol feminino ...

Já vi "de tudo" um pouco no futebol feminino.
Já vi faltar comida em alojamento, água e luz também. Já vi jogadora puxar o tapete da outra, derrubar para ser titular. Já vi treinador que se faz de santo, mas alicia atleta em troca da titularidade dela. Já vi atleta que aceita caprichos dos treinadores em troca de posição. Já vi dirigente que diz não ter dinheiro para pagar atleta, mas viaja, troca de carro e reforma a casa "só com o pouco que ganha no clube".
Já vi atletas e dirigentes falarem bem de alguém pela frente e criticarem por trás. Já vi treinador mandar bater na adversária para tirá-la do jogo. Já vi clube negociar quando quer jogar, antes mesmo do sorteio da competição acontecer. Já vi jogadora mandar mais que treinador. Já vi atletas aceitarem mandos e desmandos, assédios e coações... e no fim das contas elogiarem aquele "profissional" que fez tudo aquilo.
Já vi e ouvi muita coisa! Vejo e continuo ouvindo os mesmos problemas. E olha que aind…

Seleção Brasileira de Futebol Feminino é Hexacampeã Sul-americana

No último domingo, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino conquistou a Copa América após empate com a Seleção da Colômbia no último jogo do quadrangular final da competição.
O Brasil voltou com o título da competição, com a vaga para o Pan e para a Copa do Mundo de 2015.
O Brasil teve 5 vitórias, 1 empate e 1 derrota, e teve a atacante Cristiane como artilheira da competição com a marca de 6 gols.
Parabéns à seleção, atletas e comissão técnica pela conquista.
Agora é trabalhar firme e ainda mais forte rumo a objetivos maiores como o mundial e as Olimpíadas do Rio em 2016!

BRASIL: Não nos faltam atletas. Faltam profissionais qualificados para trabalhá-los

Brasil, um país de grande diversidade étnica, dos mais variados traços físicos que poderiam ser a mina de ouro de nossos esportes.
Nos faltam políticas publicas para o esporte. Mas é fato que nos faltam profissionais qualificados, capacitados e com o feeling necessário para transformar a matéria bruta em obra prima.
Muitos ditos "profissionais" trabalham materiais totalmente diferentes (atletas/pessoas) de formas iguais e se esquecem que apesar de toda parte fundamentada de cada modalidade, nenhuma delas tem uma receita de bolo que torna possível trabalhar de uma única maneira, com indivíduos diferentes e obter assim resultados iguais. 
A formação/lapidação do individuo e suas qualidades em atleta requer a compreensão do desenvolvimento motor de cada um. Sua bagagem motora infantil/juvenil proveniente de todas as atividades lúdicas e participativas, a bagagem psicológica e social. Tudo deve ser observado.
É impossível transformar areia em vidro, rocha em escultura ou vento …

Futebol Feminino na TV? O patinho feio se transformaria então no cisne bonito e barato!

A TV Brasil demonstra interesse em transmitir o Futebol Feminino em sua grade já há alguns anos! Não é nenhuma novidade e parece que agora essa vontade fica mais forte.
Mas será que quem administra a modalidade quer ela sendo exibida na TV?
O Futebol Feminino na TV aberta teria a capacidade de quebrar a mística de que a modalidade não vende ou não tem espaço/interesse da mídia.
Outra consequência seria a necessidade de melhor gestão de clubes e federações com transparência das informações e prestação de contas. Além disso contratos entre clubes e atletas seriam fundamentais para a definição dos direitos de imagem de cada atleta.
Seria uma reviravolta com empresas querendo aparecer na TV tendo como ferramenta para tal a utilização das camisas dos clubes sob a forma de patrocínio esportivo, afinal o valor de patrocínio anual seria infinitamente menor do que o valor pago para aparecer na TV ao longo da temporada, sem falar nos demais meios de comunicação como jornais e revistas impressa…

Futebol Feminino - Seleção Brasileira Sub-20 se despede do mundial

A seleção sub 20 se despediu do mundial do Canadá sendo derrotado para a Alemanha.
Eu não me surpreendo com o resultado final por tudo que conhecemos da falta de estrutura de base no futebol feminino brasileiro, parabenizo as atletas e grupo pelo empenho mas deixo claro a todas que espero que aproveitem a oportunidade para refletir e melhorar ainda mais e aprender a avaliar e questionar tudo que é "empurrado" pra vocês de qualquer jeito.
Vexame? Vergonha? Das atletas e dessa seleção aí? DE FORMA ALGUMA! 
Vergonha sim pela estrutura que o país oferece à modalidade, pela gestão ruim dos clubes, pela postura da grande maioria daqueles que se acham profissionais da modalidade mas se preocupam apenas com seus trabalhos e seus umbigos.
Dos desvios de verba, do assédio moral e sexual dentro do futebol feminino, da troca de favorzinhos... disso tudo que eu tenho vergonha!
Os problemas não são de agora, a grande maioria sabe ou entende boa parte do que deve ser necessário para mudar…

ESPORTE: É necessário repensar a formação de atletas e cidadãos no Brasil

No Brasil, clubes querem atletas iniciando sua carreira e já "maduros", dominando toda a técnica, tática e com exemplar desempenho físico pois assim lucram mais rápido. Se o atleta tiver alguma deficiência em algum destes quesitos, dificilmente será aprovado em uma peneira.
Se isso acontece, o esporte que deveria ter o papel de ferramenta de educação e inclusão social acaba tendo o papel inverso sendo então um discriminador.
Já em outros países o atleta é avaliado como um todo e não apenas como ele já apresenta. São avaliadas as qualidades do atleta, mas também são analisadas suas deficiências e projetado o quanto o atleta poderá evoluir se tiver suas deficiências trabalhadas e consequentemente somadas às suas qualidades.
No Brasil existe a preguiça dos profissionais em tornarem-se FORMADORES DE ATLETAS por conta da nossa filosofia imediatista muito comum aos clubes e aos "gestores" amadores que existem à frente das agremiações esportivas. Mas claro que existem ex…

FUTEBOL FEMININO: Brasil estreia no Mundial Sub-20 do Canadá

Hoje começa a caminhada das meninas do Brasil no Mundial sub-20 do Canadá, comandadas por Doriva Bueno e CIA!
O Brasil está no grupo B, com Alemanha, EUA e China, sua adversária na estreia que acontece hoje às 23h (horário de Brasília) com transmissão da SporTV no Canal SporTV 1. A BAND reprisa o VT do jogo do Brasil às 2h da madrugada.
Abrindo a primeira rodada da competição hoje teremos:
18h - Finlândia x Coréia do Norte
20h - Alemanha x EUA
21h - Canadá x Gana
23h - China x BRASIL

Os jogos poderão ser acompanhados pelo site http://www.rojadirecta.me/

Boa sorte a todas atletas e membros da comissão técnica! Estamos na torcida! VAI BRASIL!!!