Pular para o conteúdo principal

FUTEBOL FEMININO - Rapidinhas.

SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL FEMININO SUB-20 - As brasileiras conquistaram a vaga no mundial sub-20 do Canadá de 2014 ao vencer o Sul-Americano do Paraguai. Parabéns a todo o grupo.
À CBF gostaria de dizer que o título é importante e serve como oportunidade de se investir mais no futebol feminino de base que é tão abandonado quanto o principal. Gozar do título conquistado pelo grupo é fácil, mas o título não fortalece o futebol feminino nos estados, não faz melhorar a estrutura e muito menos o investimento na modalidade. Porém, como disse e repito, pode ser uma oportunidade de começar a fazer ações em prol do desenvolvimento do futebol nas camadas estaduais e regionais. 


COPA DO BRASIL DE FUTEBOL FEMININO -  Uma tabela pavorosa onde a 1ª colocado do Ranking nacional enfrenta a equipe 4ª colocada na primeira fase! A tabela parece que foi feita com a "boa intenção" de conseguir colocar um clube de menor expressão nas fases finais, mas isso não resolve o problema.

O mesmo investimento necessário na base é necessário também no futebol feminino adulto. É necessário desenvolver a modalidade nos estados, municípios, interiores, capitais, nos quatro, cinco ou vinte cantos do país!


UMA BOA OPÇÃO PARA DESENVOLVIMENTO -  O Ministério do Esporte tem planos e pretende realizar ações para o desenvolvimento e formação de novas atletas de base de forma que não só tenhamos atletas de qualidade, mas que também possamos formar atletas com uma nova forma de pensar. Por que não unir forças? Seria muito mais fácil! Vale lembrar que não se unir significa não ter interesse em mudar o quadro caótico que vivemos e muito menos limpar a imagem de quem administra o futebol feminino brasileiro. E vou falar que a imagem não está pouco suja! 


FUTEBOL DAS MULHERES E O MEDO - Atletas tem medo de se pronunciar e reivindicar direitos e melhorias em prol da modalidade pois correm o risco de sofrerem retaliações, ficar fora de uma olimpíada e frustar não apenas seus sonhos, mas de seus familiares e amigos! Além disso, vale lembrar que atleta tem direito de falar com quem quiser e sobre o que quiser. Falo isso porque tem profissionais por aí que querem escolher com quem atleta deve ou não falar e o que ela pode ou não dizer em público. Por favor, a ditadura já acabou! Só os profissionais do futebol feminino que ainda não se deram conta. #FicaDica


PENEIRAS ESTADUAIS/REGIONAIS - Fazer peneiras dá apenas uma falsa impressão de que as coisas estão melhorando, pode até ajudar uma dúzia entre 1000 atletas, mas também demonstra que a modalidade está no caminho oposto do correto para seu desenvolvimento. Se existisse investimento, incentivo e planejamento para o futebol feminino nacional desde sua base não precisaríamos peneirar atletas aqui e acolá para fazer de conta que estamos preocupados com a modalidade. Que em 2014 propostas de desenvolvimento sejam de fato apresentadas. Ajudar 10 atletas é importante, mas porque não fazer coisas para beneficiar 10.000?



MINISTÉRIO DO ESPORTE -  O Ministério do Esporte vem aí com ações que não dependem da Entidade de Administração Nacional do Futebol para desenvolver a modalidade em outras esferas e assim induzir seu crescimento. Haverão ações em  2014 e a tendência natural será a necessidade de outros órgãos e pessoas de fazer o futebol feminino totalmente diferente dos últimos 30 anos. Quem não começar a caminhar no mesmo passo, ficará para trás!



LEGADO DA COPA PARA O FUTEBOL FEMININO - A FIFA deixará um legado para o futebol feminino do Brasil depois da Copa e da Olimpíada e a situação assim como a proposta é bem animadora. 
E o Legado não dependerá da Entidade de Administração do Futebol Brasileiro. Só não sei se esta notícia será animadora para quem não se mexe para desenvolver a modalidade até então. Mas é fácil, basta unirem forças e demonstrarem interesse em ajudar. Caso contrário, ficarão de fora.


Comentários