Pular para o conteúdo principal

O BRASIL E O ESPORTE

Eis que estou no ponto de ônibus e me deparo com uma garotinha, de aproximadamente 5 anos de idade, com a roupa da escola e uma bolinha de plástico que ela chuta pra lá e pra cá com muito gosto e extrema alegria.

Imaginem se nossas escolas incentivassem a prática do futebol desde os primeiros anos utilizando mini-jogos e atividades lúdicas se baseando no futebol e outras modalidades com o intuito não só de um melhor desenvolvimento motor, mas também como ferramenta de socialização?! Quantas crianças, quantas meninas poderiam se tornar, por exemplo, atletas de futebol? E isso vale para outras modalidades e se estende ao gênero masculino também! 

E melhor ainda... e se o país tivesse estrutura para absorver estas (e estes) potenciais atletas tendo o apoio da escola e da universidade na formação do atleta e cidadão, lhe garantindo o estudo através do esporte e lhe dando a chance de se formar e aí escolher se continua a vida de atleta ou se segue sua vida de outra forma?

Seria maravilhoso!

Para isso toda estrutura esportiva precisaria passar por significativas mudanças. Em contrapartida o país teria uma grande oportunidade de crescimento, educação, socialização e geração de renda através do esporte. 

Seríamos um ótimo lugar para que empresas investissem no esporte de forma massiva porque os resultados seriam garantidos. 

Poderíamos de fato ser um país olímpico, que forma, que valoriza, que dá estrutura e que alcança expressivos resultados no esporte e que faz sua economia , sua escolaridade e seu modo de vida crescer e melhorar através do esporte!

Será que a garotinha do ponto de ônibus poderá sonhar em viver e vencer com e através o esporte?

Será que as mulheres do futebol assim como milhares e milhares de meninos e meninas em todo país poderão esperar uma vida melhor e um futuro construído através das diversas modalidades e oportunidades que elas podem lhe oferecer?

Não sei! Mas acredito que devemos fortalecer a educação física escolar para que tenhamos em um futuro próximo jovens e adultos saudáveis, disciplinados e pensantes.

Mas por enquanto resta a nossos atletas ou aspirantes a atleta buscarem oportunidades, estrutura e valorização fora do país, Infelizmente!

Comentários