Translate

segunda-feira, 26 de maio de 2014

FUTEBOL FEMININO: Muito otimismo com o trabalho de Vadão na Seleção

Otimismo com Vadão e Vagner na Seleção Feminina.
Tive a oportunidade de conversar com Vagner Santos, auxiliar técnico de Vadão, treinador da Seleção Brasileira principal durante a Copa Brasil Universitária de Futebol Feminino realizada em Brasília de 18 a 25 deste mês de maio. 

Confesso ter ficado extremamente satisfeito e otimista com a vontade demonstrada e humildade apresentada. Muito estudo e muita disposição em aprender mais sobre a modalidade e suas atletas, além de planejamento analisando tudo o que pode agregar valor ao trabalho e auxiliar na busca dos objetivos. 

E o desejo é de trabalhar duro para alcançar o ouro olímpico. 

Além das observações à atletas em jogos do campeonato paulista, eles vem acompanhados jogos do brasileiro universitário e também observaram a final da Champions League. 

É visível a preocupação não só com a seleção principal, mas também com as seleções de base e a intenção de realizar a integração entre as comissões de cada categoria.

O trabalho dentro das quatro linhas eles sem dúvida sabem fazer devido a toda experiência vitoriosa e a bagagem que vem do futebol masculino e pelo que tenho ouvido de atletas da seleção e de clubes, as expectativas são as melhores possíveis. 

Eu, assim como todas as atletas com as quais já conversei, estamos animados e na torcida pelo futebol feminino brasileiro e pelo trabalho que está sendo realizado. 

Diante de toda humildade, transparência e vontade, não posso esperar nada diferente de uma trajetória de sucesso.

domingo, 25 de maio de 2014

Esperança para o Futebol Feminino Brasileiro

Foto: Ivo Lima/ME
Muito feliz em ouvir e ler relatos de meninas que disputaram a Copa Brasil Universitária de Futebol Feminino.

O que importa não é quem faz, e sim que algo está sendo feito. E é maravilhoso ver sonhos sendo realizados e resgatados.

A esperança em um futebol feminino melhor renasce e o brilho nos olhos e os sorrisos nas fotos dessas meninas não precisam de legenda!

Muitos acreditam e dizem que a modalidade dificilmente mudará, mas aí está a prova: o que promove a mudança é a fé e a ação!

Isso tudo, esses sonhos, alegrias, esperanças e perspectivas é o que me motiva à ação e sem dúvida motiva outras pessoas também!

É possível mudar nossa realidade e a motivação está no desejo de promover melhorias no dia a dia, na vida e no interior de milhares de meninas e mulheres através de ações que permitam uma melhor organização e gere oportunidades para que elas possam fazer aquilo que tanto desejam: jogar futebol de forma satisfatória, organizada, reconhecida e respeitada.

Falta muito? Com certeza, afinal muito precisa melhorar e muitas uniões ainda precisam acontecer, mas estamos vendo que É POSSIVEL MUDAR A REALIDADE E O DESTINO DA MODALIDADE!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Futebol Feminino Brasileiro conquistando espaço através da escola e da universidade

Foto: Ivo Lima/ME

Copa Brasil Escolar e Copa Brasil Universitária: Muito bom ver que já no primeiro ano das competições atletas estão sendo vistas e terão oportunidades na seleção. Pelo menos 5 atletas estarão integrando seleções de base e adulta para melhor avaliação.

O Brasil é um imenso celeiro de atletas que precisam de melhor estrutura.

As competições estudantis e universitárias começam a movimentar o cenário nacional desenvolvendo e incentivando a prática do futebol feminino nos estados, e principalmente LADO A LADO COM A EDUCAÇÃO! Esporte associado a educação, socialização e oportunidades não só de jogar, mas de estudar e crescer tendo o esporte como ferramenta, quebrando paradigmas e aqueles conceitos pré-concebidos que acompanham o futebol feminino.

Aos poucos a tendência natural é que a prática da modalidade seja forte no âmbito educacional, fazendo com que a demanda de atletas em busca de clubes aumente e assim as federações estaduais e os clubes tenham que se reorganizar (ou se organizar) para atender esta procura.

Feliz em ver as coisas caminhando de algum modo e com muita esperança e certeza que novas ações vão surgir!

Trabalhar, trabalhar e trabalhar! O que importa é ver a modalidade crescer!

A modalidade é maior do que egos e nomes e o importante é seu desenvolvimento!

VIVA O FUTEBOL FEMININO!

Parabéns Ministério do Esporte do Brasil pela parceria com CBDE, CBDU e com a ONU Mulheres, dentre tantas outras que sabemos que estão acontecendo com o objetivo de fazer o futebol feminino crescer!

Vale lembra que além do esporte educacional o Ministério do Esporte vem investindo no Futebol Feminino através do Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América, esta última em parceria coma CONMEBOL!

quinta-feira, 22 de maio de 2014

As novas Boleiras

Vejo um monte de novas "boleiras" que estão engatinhando no futebol feminino, muito mais preocupadas em vender a imagem de gatas saradas (e as vezes em tão saradas assim) pra ganharem dezenas de curtidas do que demonstrando preocupação em escrever certo, estudar e fazer com que olhem pra elas pelo futebol que elas apresentam.

Se preocupam tanto com o status físico que deixam todas as outras questões importantes de lado. Querem falar o "boleirês" e esquecem do português... isso vai fazer muita falta lá na frente.

Futebol é técnica, controle e conhecimento de cada centímetro da bola e de como ela se comporta em cada centímetro e cada toque de cada parte do seu pé e de todo corpo. É raciocínio, é treino e mais treino. É saber jogar e, acima disso, saber como retirar o melhor das companheiras de time abrindo mão do individualismo pra que algumas peças e consequentemente o time todo renda mais. É disciplina dentro e fora de campo, é respeito ao próximo e ao adversário, e principalmente respeito a si mesmo e ao seu instrumento de trabalho que é seu corpo.

Depois é difícil exigir respeito se você não se respeita. Será que essas meninas tem noção da imagem que "vendem" por aí? 

É muito melhor ser lembrada como uma jogadora de qualidade que também é bonita, do que como uma "gostosa" aí que joga futebol.

Não existe problema em explorar a beleza e é até importante, mas ela não pode ser a principal imagem de uma atleta porque aí é mais fácil virar modelo e deixar o futebol pra lá. Para uma atleta é mais importante que ser lembrada só pela beleza é ser destaque pelo seu futebol.

Temos diversos nomes de atletas que são referência no FF brasileiro que são bonitas, mas estas são principalmente lembradas porque jogam muito!

Esses nossos "projetos de novas boleiras" precisam aprender e mudar muito! Não sabem de nada, inocentes...

Mas só acho...

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Está chegando a hora: Mundial Feminino Sub-20

O Brasil está no "Grupo da Morte" do Mundial Sub-20 Feminino. A competição terá início no dia 5 de agosto e o Brasil terá como primeiro adversário a equipe da China.