Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

Uma séria reflexão sobre o poder subestimado propositalmente do esporte no Brasil

Quantos brasileirinhos e brasileirinhas são campeões em algum esporte todo dia? Campeões só por estarem fora das ruas e ocupar o tempo de forma melhor. Por ganhar uma medalhinha de honra ao mérito de 50 centavos por "competir" com os coleguinhas e que faz essa criança se sentir a mais importante e maravilhosa criança do mundo mesmo sem ter nada...?!
Quantos homens e mulheres disputam competições dentro e fora do país nas mais variadas modalidades e vivem nas sombras, escondidos da nação?  Visíveis apenas para alguns poucos que se encontram próximos...
Somos um país rico em talentos em diversas áreas e o esporte sem dúvida é uma delas.

Quantas vidas se transformam através do vôlei, basquete, judô, handebol, atletismo, futebol, natação,  capoeira, ginástica, etc?

O esporte, seja qual for, transforma vidas pela inclusão e pela disciplina que o esporte. 
Infelizmente a vida de poucos se transforma financeiramente através do esporte.

Somos um país rico onde o esporte é apenas tratado…

FUTEBOL FEMININO supera o masculino no Brasil. Entenda...

FUTEBOL FEMININO SUPERA O MASCULINO....Entenda
Falando só de 2014, as equipes da Ferroviária de Araraquara-SP e São José dos Campos-SP conquistaram títulos que muitos clubes de futebol masculino com muitos anos de atuação nunca conseguiram.
A Ferroviária conquistou a Copa do Brasil e o Brasileiro Feminino, São José conquistou a Copa Libertadores da América e o Mundial Feminino de Clubes no Japão.
E estamos falando só de 2014. Poderíamos falar dos clubes de futebol feminino que conquistaram os campeonatos estaduais em outros anos, além de Copa do Brasil, Libertadores e o Brasileiro.
A visibilidade alcançada com estes feitos é superior a visibilidade que muito clube masculino possui.
E digo mais: muitos clubes masculinos vão trabalhar por 10 anos, com investimentos de milhões de reais nestes 10 anos, e mesmo assim não alcançarão o patamar de prestígio e visibilidade que estes times femininos vem alcançando. Já o feminino alcança o topo do esporte com investimentos de 400 mil por ano…

Futebol Feminino: onde está ?

Momento Edu Pontes - Especial de fim de ano 

OS ASSÉDIOS NO FUTEBOL FEMININO: todo assédio, moral e sexual, sofrido por atleta deveria ser banido sendo então o "profissional" impossibilitado de atuar novamente dentro de qualquer esporte além responder ao processo e a pena processual cabível para cada caso. 

Curioso é que muitos profissionais sabem dos casos de assédio,  mas nada fazem e acabam sendo coniventes com o crime. E não me venham com a desculpa de que o melhor para o crescimento da modalidade é que essas coisas não apareçam na mídia. 

CONTRATOS, ATRASOS E NÃO PAGAMENTOS: NO caso dos atrasos salariais ou não pagamentos, clubes deveriam sofrer os devidos processos trabalhistas. Mas abtes disso precisa haver o vínculo empregatício por contrato como exigência para inscrição da atleta em qualquer competição pela equipe.

E outra coisa... clube que argumenta que o contrato prejudica e que não fazem por medo da atleta processar o clube é desculpa esfarrapada.

O contrato bem feit…