Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Desligamento do Grupo de Trabalho do Ministério do Esporte

Eu, Eduardo Pontes, venho por meio desta nota comunicar meu desligamento do Grupo de Trabalho da Comissão Geral do Futebol Feminino - Ministério do Esporte Ministério do Esporte do Brasil.
Foi um grande prazer fazer parte do grupo desde a primeira reunião, antes mesmo de sua formação, em fevereiro de 2012.
Estes 3 anos foram um período de grande aprendizado, amadurecimento e evolução. Oportunidade de contato com muitas pessoas de idéias, ideais e pensamentos variados, mas sempre focados no Futebol Feminino. Foram reuniões, projetos, planejamentos, emails, ligações, opiniões, idéias expostas e debatidas para tentar tornar o futebol feminino brasileiro melhor e acredito que uma ou algumas sementes foram plantadas, mas ainda há muito pela frente.
Agradeço ao Sr Ministro Aldo Rebelo pela oportunidade e atenção dispensada, agradeço à coordenadora de Futebol Feminino do Ministério do Esporte, Sra. MJackson Dos Santos pela confiança, assim como a todos os que fizeram e/ou fazem parte deste …

Um brasileiro executado na Indonésia. E os brasileiros executados todo dia pela política no Brasil?

Um Brasileiro foi executado hoje na Indonésia! Comoção, comentários, e tudo mais. Indignação política!
Mas me digam: Quantos brasileiros são executados todos os dias aqui mesmo, no Brasil?

Todos os dias brasileiros e brasileiras são executados porque, apesar de continuarem vivos, seus sonhos, seus direitos e suas esperanças são dilaceradas, esquartejadas, e assim estes brasileiros morrem gradativamente, pouco a pouco. É uma morte a longo prazo!
Talvez seja complicado comparar a pena de morte à pena da escravidão imposta pela forma como a política é conduzida no país, mas esta é apenas uma expressão de pensamento meu, uma reflexão.
Policiais executados, inocentes executados, inocentes encarcerados.
Jovens, o futuro do país, escravizados por uma educação básica precária que é assim exatamente para deixá-los ignorantes, sem poder raciocínio e logo sem poder de decisão.
Acho muito curioso o governo se preocupar com o cidadão brasileiro executado na indonésia. Este é o cúmulo da hipocrisia…