Pular para o conteúdo principal

É chegada a hora do adeus

Olá amigos e amigas que há tanto tempo acompanham o blog e os textos publicados aqui e em minhas redes sociais.

Hoje venho lhes comunicar que não estarei mais dando continuidade neste trabalho em escrever sobre a modalidade Futebol Feminino.

Foram muitos anos de dedicação, estudo, pesquisa e esforço, mas é chegado um momento em minha vida no qual é preciso focar em prioridades maiores como minha vida pessoal e profissional.

Como bem sabem, o futebol feminino nunca me deu nada além de alguns bons amigos. Renunciei por anos a mim mesmo e a meu futuro pessoal e profissional, me esforçando e cobrindo gastos do próprio bolso para acompanhar jogos e competições, investir em projetos de futebol feminino, além de demandar tempo, muito tempo, para trazer informações e expor meu ponto de vista sobre muita coisa.

Me orgulho de tudo que fiz até aqui... mas é hora de dar tchau!

É então chegada a hora do adeus!

Foram cerca de 8 anos acompanhando a modalidade e 5 a 6 anos escrevendo sobre. Muitas amizades, muitos conhecidos, muitas lembranças, muitos problemas e cobranças, muitos elogios, muitas críticas pelas costas, muito aprendizado e muitas conclusões.

Poderia escrever um livro com tantas coisas passadas, que vi, ouvi, presenciei ou aprendi, mas quero ser "breve".

A mudança da modalidade depende do comportamento, das atitudes e pensamentos de pessoas que sabem o que é certo e o que é errado, mas preferem fazer o errado. Estão acostumadas porque sempre fizeram as coisas da forma mais fácil e mais cômoda.

Que meus textos tenham servido e, quem sabe, ainda possam servir para alguma coisa ajudando vocês nessa caminhada de alguma forma. Eles continuarão disponíveis para leitura e consulta de quem assim quiser.

Os amigos de verdade feitos ao longo da caminhada, permanecerão e quem quiser me encontrar ou contatar, sabe como me encontrar.

Agradeço a todos que apoiaram, criticaram, me ajudaram e até prejudicaram ao longo dessa caminhada, porque tudo que passei nos últimos anos me ajudou a amadurecer e me tornar uma pessoa melhor, com uma visão mais ampla e capaz de pensar mais e melhor sobre muitas coisas.

Quem me conhece sabe do meu caráter, e ele sempre foi o mesmo, e assim continuará inalterado com os valores e princípios que cresci graças a educação dada por meus pais. Caráter do qual muito me orgulho porque, ao londo dessa jornada, com tantas coisas que vivi, posso dormir com a cabeça tranquila todos os dias com a certeza de que fiz o melhor que pude, com as ferramentas que tinha e com o tempo e grana que foi possível.

Desisto de querer mudar um mundo e pessoas que não querem ser mudadas. Não posso nem devo obrigá-las a mudar e fazer o que pela lógica e soma dos fatores, seria o correto e o melhor para aquilo que sempre militei que é o crescimento da modalidade. 

Preciso cuidar de mim porque ninguém nunca cuidou e nem vai cuidar. Este é o grande ponto... cuidar de mim!

Hoje tenho maiores objetivos. Desisto de querer mudar o mundo e vou aplicar toda energia e foco que tinha com o futebol feminino para mudar a minha vida!

Muito obrigado e grande abraço a todos! Boa sorte!



Comentários

  1. Edu seus textos sempre foram uma luz no caminho da Flavinha. Quantas vezes conversamos sobre momentos decisivos dela onde seus pontos de vistas nos ajudaram tanto! Vai fazer falta! Muita falta! Mas se é pra seguir o seu caminho, a sua construção pessoal, que seja o melhor pra você! Obrigada por tudo que você nos trouxe! Bom caminho! Com Deus

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, opinião, dúvida ou sugestão! Um abraço, Edu Pontes!