Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

3 anos de Brasileirão Feminino na TV e não mostramos que merecemos aquele espaço que tanto reclamamos

3 anos de Brasileirão Feminino na TV e não mostramos que merecemos aquele espaço que tanto reclamamos.
Os problemas são muitos e os fatores diversos!!  Poucos clubes se programam com antecedência até porque tirando os de São Paulo são poucos os que tem calendário pra mais de 3 meses.
Quando chega o Brasileirão os times estão montados "em cima da hora" ou devido a falta de calendário em seus estados, ou também por falta de maior organização de seus dirigentes, não terão como apresentar um trabalho melhor e futebol mais vistoso.
Além desses fatores a falta de noção de quem gerencia a competição e escolhe os jogos de TV faz com que o futebol feminino tenha imensa dificuldade de conquistar novos expectadores e também faz com que a estigma de futebol ruim/produto ruim se reforce.
Adianta ter uma competição apenas por ter? O espaço de mídia pode alavancar uma imagem bem como pode derrubar qualquer coisa que apresente um material ruim.
Mas o que os clubes podem fazer além de se or…

Brasileirão Feminino: Cadê o nível Técnico?

O nível técnico dos jogos e das jogadoras no Brasileirão Feminino está de mediano baixo para ruim.
Atletas técnica e fisicamente mal, inteligência de jogo quase nenhuma.
A intenção não é criticar e sim alertar porque pra dizer coisa bonita tem um monte, já pra apontar onde precisamos melhorar... 
O pior é que isso, essa deficiência, é um retrato do futebol feminino brasileiro como um todo (quase que generalizado mesmo... quase) que luta contra profissionais de clubes que acham que são muito bons e perpetuam essa mediocridade de nível porque não corrigem quando devem e não cobram mais e mais a cada dia de suas atletas.
O futebol feminino luta também contra as jogadoras, que por sua vez, acham que jogam muito mais do que elas realmente jogam. (Por favor, assistam os VTs de seus jogos!)
Jogadoras ou atletas? Ao que parece uma maioria de jogadoras despreocupadas com o seu baixo domínio de fundamentos básicos.
Nem mesmo jogadoras de seleção estão escapando e apresentando algo diferenciado…

Futebol Feminino: faltam peças de qualidade hoje e continuarão faltando daqui a 20 anos

O futebol feminino brasileiro passa por momentos de dificuldade principalmente quando o assunto é formação de base e reposição de talentos.
Raríssimos os clubes que tem algum trabalho nesse sentido. Logo os reflexos são vistos na dificuldade de localizar peças de reposição para a seleção brasileira de futebol feminino.
As atletas das categorias adultas refletem bem a nossa cultura que pouco se preocupa em como e onde são  formadas nossas jogadoras.
Mas como refletem?  Refletem quando vemos dificuldades físicas, táticas e técnicas nos jogos. Erros de passe, batida na bola pouco polida, dificuldade de domínio, grande dificuldade em jogar de cabeça erguida, a dificuldade de raciocínio e identificação da melhor opção para um passe em progressão, entre outras coisas.
Além da enorme dificuldade por estas meninas terem ficado dos 10 aos 16 ou 17 anos sem um trabalho mais adequado focado no básico que qualquer jogadora necessita, enfrentamos o problema de haver poucos trabalhos em categorias…