Pular para o conteúdo principal

Marta se torna maior atleta da história do futebol, mas título não significa nada no Brasil

Falta de comunicação? Treino do Iranduba na Arena AM é cancelado, e jogadoras protestam


Sem saber que gramado não poderia ser utilizado por causa de manutenção, atletas foram ao estádio treinar. Administração do estádio crê em falha de comunicação

Por Marcos Dantas - Manaus, AM

O time feminino do Iranduba, que se prepara para a segunda fase do Campeonato Brasileiro, teve um treinamento na Arena da Amazônia, marcado para a tarde desta sexta-feira, cancelado. O problema é que sem saber do cancelamento, as jogadoras foram ao estádio, onde acabaram sendo informadas de que o trabalho não poderia ser realizado. O grupo protestou via rede social na internet. A Secretaria de Esporte Juventude e Lazer (Sejel) atribuiu o episódio a uma falha de comunicação.

Uma das principais jogadoras do clube, a volante Djenifer Becker postou um desabafo reclamando da forma como, segundo ela, o futebol feminino é tratado. Ela fala em falta de respeito com time, do uso da equipe como "cobaia de político" e pediu até mesmo o retorno dos treinamentos ao Estádio da Colina, onde o time mandou seus jogos na primeira fase.

Jogadoras postaram foto em rede social protestando contra o cancelamento abrupto do treino (Foto: Djenifer Becker/Arquivo Pessoal)
Jogadoras postaram foto em rede social protestando contra o cancelamento abrupto do treino (Foto: Djenifer Becker/Arquivo Pessoal)


O Hulk da Amazônia se encontra em preparação para a estreia na segunda fase do Brasileirão Feminino, no dia 23, contra o Corinthians, na Arena da Amazônia. O anúncio que as meninas fariam o jogo no palco de Copa do Mundo aconteceu na última semana, juntamente com o acerto de três datas para treino no estádio antes do jogo. Os trabalhos aconteceriam nesta sexta-feira e nos dias 16 e 21. 

Porém, a empresa que cuida da grama do estádio teria programado uma manutenção que inclui a troca de uma das placas de grama e a aplicação de fertilizante, o que demanda um descanso de 48 horas do solo. Como o procedimento aconteceu nesta quinta-feira, o estádio só teria condições de ser utilizado para um treinamento no fim do sábado, segundo a Sejel.

De acordo com o preparador físico do Iranduba, José Said, que estaria no treinamento desta tarde com as jogadoras, o clube foi avisado que o treinamento estava cancelado na manhã desta sexta, e já havia programado o trabalho em outro local. Porém, no início da tarde, a Sejel teria voltado atrás e informado que o treino poderia acontecer. Ao chegar na Arena, nada de treino, o que causou a revolta das jogadoras.


- Ligaram para o presidente Amarildo Dutra e informaram que o treino precisaria ser remarcado. Sabendo disso, providenciamos o estádio da Ulbra [na Zona Sul de Manaus], mas quando estávamos saindo para o treino recebemos outra ligação dizendo que o treino estava liberado. Fomos à Arena da Amazônia e não pudemos treinar. Eles nos disseram que era por causa de uma manutenção na grama - explicou Said.

Através de sua assessoria de imprensa, a Sejel informou que uma pessoa ligada à secretaria, que não teve o nome divulgado, e que ainda não sabia da situação da manutenção, acabou ligando para o Iranduba e passando a informação equivocada que o treinamento poderia ser realizado nesta sexta. O órgão atribuiu o episódio a uma falha de comunicação e informou que os três treinos do Hulk previstos inicialmente na Arena estão mantidos, porém, agendados para os dias 14, 18 [seria no dia 16] e 21 [mantido].

Mas a explicação não caiu bem para as jogadoras, que não gostaram de perder um dia de treinamento às vésperas do jogo importante contra o Corinthians. A volante Djenifer Becker, uma das principais jogadoras do time, postou em seu perfil pessoal em uma rede social um texto reclamando do episódio, falando em falta de respeito e do uso do time como "cobaia de político". A publicação era acompanhada de uma foto do time dentro da Arena da Amazônia mostrando insatisfação com o treino cancelado. A Sejel confirmou que as meninas foram convidadas a entrar no estádio para conferirem pessoalmente a manutenção que havia sido realizada.

José Said explicou que o episódio causou estranheza por conta do mal-entendido, mas que o clube já está ciente das novas datas e fará os treinamentos normalmente, não só na Arena como em outros locais designados na programação da próxima semana.

A Sejel informou que as manutenções são extremamente necessárias neste período pré-Olimpíadas e que por conta disso nenhuma das etapas pode ser queimada para que o gramado esteja em perfeitas condições para o evento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol feminino parou, mais uma vez, o país do futebol masculino

Sexta-feira, dia 12 de agosto de 2016. 
Às 22 horas, a Seleção Brasileira de Futebol Feminino entraria em campo já sabendo que as seleções de França e EUA foram eliminadas por equipes consideradas azarões.
O Brasil, começou a tarde desta sexta sabendo que, caso passasse da seleção da Austrália, encararia o vencedor de EUA x Suécia. Logo, saber que a seleção americana havia sido eliminada e não teria a chance de ser nosso algoz nas semifinais já era um peso a menos nas costas de nossas atletas.
Iniciado às 22 horas, o jogo contra a Austrália foi uma mistura de tensão e responsabilidade, fatores que aparentemente pesaram muito e que geraram um nervosismo a cada minuto que se passava e a bola não entrava para que o placar ficasse à nosso favor.
No tempo normal, nada de gols. Então que venha a prorrogação!
Ela veio, com mais nervosismo e tensão ainda. Vale destacar que precisamos clonar a Formiga, pois essa jogadora é fora de série e ninguém joga como ela.
O jogo foi rolando, brasileiros…

Tabu ALTURA - Preconceito com goleiros e goleiras ou falta de visão?

Um tema tem sido frequentemente abordado no futebol, tanto no masculino quanto no feminino: Estatura dos goleiros.
Tem sido uma prática comum clubes dispensarem ou não darem a devida atenção a goleiros e goleiras considerados "baixos" para a posição sem que ao menos sejam analisadas algumas características que muitos destes possuem, mas que precisam ser trabalhadas. Um goleiro de 16 anos e 1,79m é considerado pequeno, assim como uma goleira que tem 18 anos e 1,70m por exemplo! E isso acontece com atletas de menor idade, como exigências de clubes de que goleiros devem ter 1,80m ou 1,90m com 13 anos!

E qual seria o problema: 
Preguiça associada a busca de um jogador ou jogadora prontos para o clube ganhar dinheiro "sem ter trabalho"? 
Ou a intromissão de cartolas que mal entendem sobre futebol e estão preocupados apenas com seus bolsos e seguem assim padrões de escolas internacionais, e por pouca inteligência neste quesito, perdem profissionais (goleiros e goleiras) q…

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

Pra chegar onde ninguém chegou é preciso fazer coisas que ninguém fez!

É preciso acreditar em você em seu sonho! É necessário ter foco!
O que diferencia o vencedor do perdedor é que o vencedor decidiu seguir em frente mesmo quando a vida lhe bateu com força e pareceu até lhe faltar chão. O vencedor caiu e levantou quantas vezes foi necessário e acreditou no seu potencial mesmo quando ninguém acreditava em seus objetivos.
É preciso saber onde se quer chegar e o que é preciso fazer para chegar até lá. 
O caminho não é fácil! A trajetória é cheia de obstáculos, mas é preciso seguir em frente, fazer ajustes no seu planejamento de como chegar até lá, mas nunca mudar seu foco. 
Eu sei o que quero, sei onde quero chegar e sei o que preciso fazer pra alcançar meus sonhos. 
As vezes é preciso estar acordado enquanto os demais dormem, é estar em casa estudando, indo a eventos e se atualizando enquanto muitos estão em festas e curtindo o fim de semana. É preciso abrir mão de muitas coisas para i…