Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

O Flamengo perdeu muito mais que apenas um jogo de futebol

O que se passa na cabeça de alguns "jogadores de futebol" ao deixarem crianças inocentes que estão esperando para realizar o sonho de entrar em campo de mãos dadas com os jogadores do time do coração de fora do gramado e entrar com toda "marra" do mundo no gramado?
As atitudes tomadas pelos jogadores do Clube de Regatas Flamengo, de quebrar o protocolo, "invadir" o gramado e fincar uma bandeira no centro do campo, a meu ver, representam uma enorme falta de respeito:  - primeiramente com todos os torcedores presentes no estádio, a torcida adversária, os jogadores adversários e as crianças que entrariam em campo e com seus pais;  - Segundo, que tomar uma atitude como esta e ainda perder um jogo onde se tinha a vantagem do empate também é vergonhoso.
O pior de tudo é que a imagem que se prejudica é da instituição Clube de Regatas Flamengo que prestou um papelão no momento em que seus jogadores executaram tal decisão.
E a imagem dos patrocinadores agora asso…

FIFA diz que 45 milhões de mulheres vão jogar futebol em 2019. E como estará o Brasil?

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) estima que em 2019, ano de Mundial feminino, que 45 milhões de mulheres e crianças do sexo feminino estejam ativamente envolvidas no jogo. 
A previsão foi informada pela diretora do desenvolvimento do futebol feminino na FIFA, Mayi Cruz Blanco, justificando que "uma das principais prioridades" é o crescimento do futebol feminino no mundo.
Mayi disse que, "uma parte crucial nas reformas da FIFA é a determinação em assegurar que cada criança e mulher tenham a oportunidade de ser participantes ativas no futebol". 
A FIFA, presidida pelo suíço Gianni Infantino, revelou também que o último ano teve um registo recorde de 130 federações a beneficiarem de programas de desenvolvimento para o futebol feminino, além da realização de 451 atividades na área. "Em 2008, apenas 22 federações tinham integrado iniciativas", acrescentou a responsável, mostrando que, comparativamente, 2015 teve um "forte crescimento" no …

O futebol feminino é muito parecido com muitas empresas.

O futebol feminino é muito parecido com muitas empresas. 
No mundo empresarial, algumas instituições prosperam enquanto outras lutam apenas para sobreviver no mundo dos negócios. Outras acabam decretando falência, fechando portas ou fazendo fusões para se manter ativas, mesmo que isso se torne um ciclo vicioso onde a sustentabilidade da empresa nunca é alcançada.

Essa é a dança do mercado onde os fortes, espertos e bem administrados prosperam e os outros são apenas os outros.



Pontos comuns em empresas que não crescem: 
- Aquele que aponta os problemas é o reativo ou o negativo da empresa e não é bem quisto; - Todo mundo sabe onde estão os problemas, mas todos fazem de conta que eles não existem, e mascaram ou inibem indicadores; - Muitos pensam que o importante não é solucionar problemas que auxiliem no crescimento da empresa e sim que, importante é estar empregado e ganhando dinheiro (mesmo que pouco)... "melhorias, progresso, isso não é um problema meu!"; - As pessoas quer…

Exemplo? Jogadoras dos EUA processam a Federação por discriminação salarial

Cinco das principais estrelas da seleção feminina de futebol dos Estados Unidos estão processando a federação de futebol do país (US Soccer) por discriminação salarial, revelou o jornal The New York Times desta quinta-feira. A ação foi impetrada na comissão de igual oportunidade de emprego – a agência federal que regulamenta os direitos trabalhistas – na última quarta.

Nela, Carli Lloyd, Becky Sauerbrunn (as duas capitãs), Alex Morgan, Megan Rapinoe e Hope Solo dizem que a equipe nacional das mulheres é quem comanda financeiramente a US Soccer, mas elas recebem bem abaixo dos homens.

A seleção feminina dos EUA é “somente” três vezes campeã mundial e em quatro oportunidades medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Já a masculina…

“Nós fomos muito pacientes durante os anos com a confiança de que a federação faria a coisa certa e nos compensaria justamente”, disse Carli Lloyd, atual melhor jogadora do mundo, em um comunicado divulgado pelas jogadoras e pelo advogado Jeffrey Kessler.

A goleira H…