Pular para o conteúdo principal

Preconceito na escola? O papel fundamental do professor de Educação Física na reestruturação do papel da mulher no esporte na sociedade.

A escola é um local onde ainda existe preconceito e perpetuação da violência simbólica contra a mulher na prática de atividade física. Na verdade, a escola deveria ser o principal local a combater tal violência abordando na teoria e prática atividades/costumes que tragam aos alunos e à comunidade uma melhor visão dos direitos iguais da mulher no esporte e na vida.

Muitos profissionais de Educação Física ainda não compreendem que tem papel fundamental  nessa quebra de paradigmas em relação ao direito da mulher praticar atividade física e como a comunidade/sociedade enxerga isso, tendo "nas mãos" ao longo de suas carreiras milhares de alunos que poderão ter conceitos reestruturados e que passarão a transmitir ao longo de suas vidas outra visão do papel das mulheres.

Por isso os professores devem atentar à forma como abordam essa questão e devem procurar, sempre, como dever social, inserir e tornar a prática de atividade física pelas meninas/mulheres algo tão natural na escola que e torne natural também no dia a dia dos pais, professores, diretores e dos alunos, ajudando assim a reestruturar os conceitos sobre o espaço da menina/mulher ser um direito na sociedade e no esporte assim como o direito dos meninos/homens.