Pular para o conteúdo principal

CBF fecha parceria com Twitter e transmitirá jogos do Brasileirão Feminino série A1 na plataforma



Quem acompanha o Futebol Feminino brasileiro teve uma boa notícia na noite desta sexta-feira.

A CBF divulgou no perfil da Seleção Feminina de Futebol no Instagram (@seleçãofemininadefutebol) a notícia de que a entidade fechou um acordo de exclusividade de transmissão ao vivo de uma partida por rodada da fase de grupos, quartas de final e semifinal do Brasileiro Feminino da série A1 (1ª divisão).

Os dois jogos da final também poderão ser acompanhados pela plataforma. 

Felipe Rolim comentará
Ponte x Corinthians
O primeiro jogo a ser transmitido será entre Ponte Preta e Corinthians, que acontece neste sábado (16), às 16h, no estádio Municipal Manoel Francisco Ferreira, em Bálsamo-SP e pode ser acompanhado pelo perfil @BRFeminino, perfil oficial do Brasileirão Feminino.

Nesta primeira transmissão, comentários serão feitos pelo jornalista esportivo e comentarista, Felipe Rolim, profissional do esporte e entendido do futebol que durante muitos anos foi comentarista de grandes veículos como Transamérica Esportes e Esporte Interativo. Ter profissionais que entendem da modalidade comentando também é fator importante para desenvolvimento da modalidade e para fidelizar o público trazendo credibilidade e qualidade à transmissão.

NÚMEROS DO TWITTER NO BRASIL

Conforme informações da RockContend (2018) o Brasil o twitter é uma das 5 redes sociais mais utilizadas pela população, estando exatamente em quinto lugar, atrás de Facebook(1), Whatsapp(2), youtube(e) e Instagram(4),

Apesar disso, a plataforma possui números expressivos e consideráveis com 330 milhões de usuários no mundo e 30 milhões de usuários no Brasil, fator que, baseado nos dados do IBGE sobre gênero da população brasileira, podemos acreditar que ao menos 15 milhões destes usuários são mulheres.

PONTO DE VISTA DO BLOG


As transmissões através de redes sociais, como acontece no facebook, por exemplo são de grande importância para melhorar a visibilidade e acesso do consumidor do produto futebol feminino aos jogos. 

Nos EUA, por exemplo, é comum ver jogos da NWSL (Liga Feminina) bem como da Seleção dos EUA sendo transmitidos através da plataforma Youtube, transmissões muito bem feitas por sinal.

Além disso, em um país onde existem mais de 138 milhões de Smartphones, conforme pesquisa do IBGE 2018, a utilização das redes sociais para divulgação da modalidade e dos jogos, pode ser muito interessante se bem explorada, porém acreditamos que outras ações também são fundamentais para o desenvolvimento e crescimento da modalidade.

Além disso a transmissão via rede social foi uma tremenda sacada! O futebol feminino brasileiro tem muito mais força nas redes sociais e mídias alternativas do que na TV, onde ainda com preconceitos culturais em relação à mulher e a prática do esporte devido à fatores culturais que ainda precisam ser desconstruídos.

Ter o futebol feminino transmitido dessa maneira é uma vitória e tanto.

Parabéns aos envolvidos e que venha mais!

Comentários