Pular para o conteúdo principal

Futebol Feminino: Perdemos para a "poderosa" Escócia

Perdemos para a "poderosa" Escócia e encerramos o "ciclo" de preparação para a Copa com 9 DERROTAS seguidas. 

Um número impressionante para uma Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Tão impressionante quanto a manutenção do treinador no cargo apesar da visível INVOLUÇÃO apresentada pela Seleção. 

O resultado não assustaria tanto se víssemos uma seleção jogando bem, com padrão de jogo, organização tática e que viesse evoluindo. Infelizmente, não é isso que vemos. 

Vemos, já há algum tempo, um Brasil que não se encontrou em campo em momento algum. 

A visão que se tem de fora e que é consenso de muitas pessoas, é que temos uma seleção fisicamente limitada, uma vez que cai visivelmente de rendimento no segundo tempo de todos os jogos, sem organização tática, com uma movimentação de linhas deficiente, sem meio campo e visivelmente frágil emocionalmente.

Vemos uma comissão que se preocupa mais em gritar com a arbitragem em cada lance marcado. E o pior é que fomos vendo as jogadoras agir da mesma maneira dentro de campo. 

Perdemos feio! E a derrota não é no campo! Em ano da maior cobertura de Futebol Feminino em TV aberta da Copa do Mundo da França, dificilmente apresentaremos um bom futebol ou lutaremos pelo pódio.

Possivelmente, mais uma vez, o choro será o protagonista e virá às telas da TV seguido das frases clichê de que precisamos de apoio e incentivo.

Como diria alguém... CHORA MAIS! Talvez isso resolva!

Que venha a Copa, de 2023!

Comentários